O Que é Uma Concubina? Porque Era Permitido no Antigo Testamento?

O Que é Uma Concubina? Porque Era Permitido no Antigo Testamento?
O que é uma concubina? Porque Deus permitiu isso no período do Antigo Testamento?

Uma Concubina é ...

A palavra concubina tem origem no latim, concubinatus, junção de concu (coito ou cópula carnal) e binatus (com alguém). Deste modo, em sua literalidade, significa a união de pessoas com o fito do prazer meramente carnal. Uma concubina é uma mulher que voluntariamente se entrega para ser escravizada ou vendida para um homem para o prazer sexual. É um relacionamento com alguém que não é ou não pode se casar. As razões podem variar muito; como as crenças religiosas da pessoa, a pessoa já é casada, ou uma posição social que proíbe a pessoa de se casar, ou até mesmo um reconhecimento por parte de outros que restrinja o casamento deles. As concubinas geralmente não tinham direitos, inclusive com seus próprios filhos. Elas também não tinham direitos de propriedade de quem as possuía, e não eram consideradas família de maneira nenhuma. Quanto às concubinas em Israel, muitas delas tinham os mesmos direitos que as esposas legítimas, mas não eram tratadas com o mesmo respeito.

As Concubinas do Rei Salomão

O rei Salomão viveu tão extravagante como qualquer homem vivo naquela época. Salomão "Tinha ele setecentas mulheres, princesas, e trezentas concubinas; e suas mulheres lhe perverteram o coração" (1 Reis 11:3). Deus nunca consentiu um homem ter mais de uma esposa em qualquer lugar na Bíblia. Pelo contrário, Deus disse aos reis, "Tampouco multiplicará para si mulheres, para que o seu coração não se desvie; nem multiplicará muito para si a prata e o ouro" (Deuteronômio 17:17). Deus advertiu a nação e os reis para não possuírem várias esposas, uma vez que elas poderiam arrastar seus corações para longe de Deus e foi exatamente o que aconteceu com Salomão, "Pois sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e seu coração já não era perfeito para com o Senhor seu Deus, como fora o de Davi, seu pai" (1 Rei 11:4).

Deus Permitiu Concubinas?

Deus permite um monte de coisas, mas isso não significa que Ele as aprova. Uma e outra vez Israel se rebelou contra Deus e Ele os enviou em cativeiro para o próprio benefício deles, quando eles se arrependiam de seus pecados de rebelião e de idolatria, eles se humilhavam e imploravam o perdão de Deus, e então Deus os devolvia novamente à sua terra. Este ciclo vicioso foi repetido uma e outra vez e mesmo que Deus permitiu isso, não significa que Ele aprovou. Pelo contrário, ele proíbe casar ou ter mais de uma esposa e este ainda era o caso no Novo Testamento onde a qualificação para todos os bispos é que eles sejam o marido de uma só mulher (1 Timóteo 3:2).

A Ordem Para a Pureza

Hoje estamos vivendo sob a nova aliança, pois é superior à antiga aliança no sentido de que os pecados são tirados e não apenas coberto, mas pecados como o adultério, a fornicação, ou qualquer outra imoralidade sexual não ficará impune por Deus (Apocalipse 21:8). Paulo estava muito preocupado com a imoralidade sexual na igreja de Corinto, que era a cidade do pecado, se alguma vez houve um no primeiro século. Paulo escreveu: "Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo, e os farei membros de uma meretriz? De modo nenhum. Ou não sabeis que o que se une à meretriz, faz-se um corpo com ela? Porque, como foi dito, os dois serão uma só carne" (1 Coríntios 6:15-16). É por isso que o autor de Hebreus escreveu "Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará" (Hebreus 13:4). Isto diz duas coisas; Deus olha para o leito conjugal e realmente a relação conjugal, como imaculada e " Honrado seja entre todos", mas, em seguida, contrasta a fidelidade ou a lealdade dos parceiros do casamento com aqueles que vivem vidas de imoralidade sexual e que serão julgados por Deus (os devassos e adúlteros) e o outro será tido em alta honra (os casados).

Conclusão
Hoje nós não temos nenhuma desculpa para cometer atos de adultério ou fornicação. A Bíblia é clara que essas coisas são pecado. Qualquer sexo fora do casamento será julgado por Deus. Paulo escreveu que qualquer adúltero, devasso, ou sexualmente imoral, "como já antes vos preveni, que os que tais coisas praticam não herdarão o reino de Deus" (Gálatas 5:21) e "não tem herança no reino de Cristo e de Deus" (Efésios 5:5b) e todos os "medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte" (Apocalipse 21:8).

Tem dificuldade para entender a Biblia? Olha a novidade que tenho para você!

Um excelente método sobre como ler a Bíblia e entendê-la mais facilmente! Descubra como ser um grande leitor da Bíblia Sagrada sem ser um teólogo profissional

Se você deseja ler e enteder a Biblia, ainda hoje, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para conhecer a Escola da Bíblia Shubert.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.