Não vos prendais a um jugo desigual

Não vos prendais a um jugo desigual
Paulo admoestou os cristãos de Corinto "Não vos prendais a um jugo desigual com os incrédulos; pois que sociedade tem a justiça com a injustiça? Ou que comunhão tem a luz com as trevas?" (2 Coríntios 6:14).

Esta afirmação tem sido muitas vezes aplicada à questão do casamento com a posterior conclusão de que os cristãos são ordenados a não se casar com não-cristãos. No entanto, esta interpretação cria vários problemas.

Em primeiro lugar, o casamento não está em discussão no contexto. Deve-se tomar muito cuidado para evitar a má aplicação dos princípios ensinados em uma determinada passagem. A aplicação de uma passagem deve ser precisa. Por exemplo, para aplicar a liminar "não proves" (Colossenses 2:21) para comer o chocolate seria uma má aplicação por dois motivos. Primeiro, porque pressupõe que o chocolate está incluído na categoria de substâncias que estão sendo proibidas no contexto. Em segundo lugar, não consegue perceber o fato de que "não proves", era o que os adversários de Paulo estavam ordenando. Eles estavam errados na criação de uma lei que Deus não tinha feito. Da mesma forma, a proibição de não estar em jugo desigual teria que ser demonstrada para aplicar ao casamento.

Segundo, se a formação de um casamento entre um cristão e um não-cristão é proibido, a única maneira de se arrepender de tal ação seria a de romper o casamento. A única maneira de se arrepender de um relacionamento ilícito é terminar o relacionamento (Esdras 10:11; Marcos 6:18; 1 Coríntios 6:9-11). Paulo explicitamente afirmou no contexto para "Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos" (2 Coríntios 6:17). Mas essa conclusão inevitável iria contradizer Mateus 19:9, onde Jesus afirmou que existe um e apenas um motivo para o divórcio, ou seja, a fornicação - não o casamento com um não-cristão.

Terceiro, se o casamento com um não-cristão é proibido, então os não-cristãos pecam quando se casam entre si. O não-cristão que se casa com um outro não-cristão é culpado de não se casar com um cristão.

Em quarto lugar, se o cristão peca quando se casa com um não-cristão, o que dizer do não-cristão com quem o cristão se casa? Então, o não-cristão não estaria pecando desde que ele / ela se case com um cristão. Portanto, a mesma ação que é pecado para um (o cristão) é justa e adequada para o outro (não-cristão)!

Em quinto lugar, tal interpretação de 2 Coríntios 6:14 implica que o casamento é uma instituição "cristã". No entanto, o relacionamento conjugal foi formado por Deus na Criação, milhares de anos antes do cristianismo ser introduzido no planeta (Gênesis 2:24). As leis de Deus sobre o casamento se aplicam igualmente a todas as pessoas em todos os períodos da história da Bíblia. Ninguém antes da cruz de Cristo se casou com um cristão! No entanto, casamentos contraídos antes do cristianismo eram válidos se contraídos em harmonia com as leis de Deus acerca da união (isto é, de acordo com Gênesis 1:27, 2:24, Mateus 19:3-12, Romanos 7:1-3 e 1 Coríntios 7:1-40).

Todas as pessoas que optam por se casar são obrigadas por Deus a "casar-se no Senhor" (1 Coríntios 7:39). Ou seja, deve-se casar em harmonia com as leis de Deus, assim como os filhos devem obedecer aos seus pais "no Senhor" (Efésios 6:1), ou seja, em conformidade com as instruções dos pais que estão em harmonia a vontade de Cristo. O casamento de um cristão com um não-cristão pode ser muito perigoso. Pode ser, por vezes inconveniente, imprudente, ou extremamente perigoso espiritualmente. No entanto, a Bíblia não ensina que é pecaminoso.

Tem dificuldade para entender a Biblia? Olha a novidade que tenho para você!

Um excelente método sobre como ler a Bíblia e entendê-la mais facilmente! Descubra como ser um grande leitor da Bíblia Sagrada sem ser um teólogo profissional

Se você deseja ler e enteder a Biblia, ainda hoje, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para conhecer a Escola da Bíblia Shubert.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.