Top 10 Versículos Bíblicos Sobre a Cura

Top 10 Versículos Bíblicos Sobre a Cura
A Bíblia nunca promete que todos serão curados, mas o que a Bíblia diz sobre a cura? Existem coisas que podemos aprender com as Escrituras sobre a cura?

Muitos cristãos, sem saber, acreditam que Deus curará todos, se tiverem fé suficiente. Outros ainda afirmam certas passagens como Isaías 53 na crença de que Deus prometeu curar todos os que estão enfermos ou têm doenças. O que a Bíblia realmente ensina sobre a cura? Deixe a Bíblia falar por si mesma porque é realmente Deus falando conosco através de Sua Palavra escrita. Você pode citar diferentes versículos do que eu sobre a cura, mas aqui estão dez versículos bíblicos sobre a cura que eu penso que são importantes seguido por minha própria reflexão pessoal sobre o que esses versículos significam com base em seu contexto.
Tiago 5:14-15 "Está doente algum de vós? Chame os anciãos da igreja, e estes orem sobre ele, ungindo-o com óleo em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados"
Esses versículos realmente prometem que todos serão curados? Eu não acredito que eles prometem isso. Ele está dizendo aos doentes que peçam aos presbíteros da igreja que orem por eles. Não diz que os presbíteros orem por eles para que sejam curados em todos os casos. Quando Tiago escreve: "a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará", ele parece estar escrevendo mais sobre a salvação do que sobre a cura. Note que ele diz que a "oração de fé salvará aquele que está doente". Ele não diz que curará todos os que recebem a oração da fé, mas eles serão salvos. A palavra "salvo" é a mesma palavra usada em outros lugares quando fala sobre a salvação como em Atos 4:12, que afirma que "não há salvação em ninguém, pois não há outro nome debaixo do céu dado entre os homens pelo qual devemos Sejam salvos". Esta oração se conecta com seus pecados sendo perdoados. A verdadeira cura é a que tem a ver com a alma e o perdão dos pecados (Isaías 53). Nós podemos ser curados pela oração, sim, mas Deus não promete que todos serão curados toda vez que orarmos. Eventualmente morreremos, mas aqueles que se arrependeram e confiaram em Cristo viverão para sempre com o Senhor. Tiago pode estar dizendo que se uma pessoa cometeu pecados e eles não se arrependeram, Deus pode disciplinar um dos Seus para leva-lo ao arrependimento e pode permitir que a doença persista até que o faça.
Atos 28:8 “Aconteceu estar de cama, enfermo de febre e disenteria, o pai de Públio; Paulo foi visitá-lo, e havendo orado, impôs-lhe as mãos, e o curou"
Isso se encaixa perfeitamente com o pedido de oração de Tiago 5:14-15. Os apóstolos tiveram a habilidade de realizar milagres por Deus e eles nunca deixaram de curar alguém quando oraram e colocaram as mãos sobre eles. Devemos perceber, no entanto, que é Deus quem realiza a cura, senão por que Paulo estaria orando aqui? Este modelo ainda é usado hoje em muitas igrejas e devemos colocar as mãos sobre os doentes, se possível, e ordenou a visitar os doentes como Paulo fez, mas perceba que eles oravam a Deus e isso significa que a cura está ligada à soberania de Deus. É Deus quem cura e quando oramos, só podemos orar para que a vontade de Deus seja feita e se for Sua vontade para aqueles que serão curados, então eles serão curados. De qualquer maneira, quando oramos, reconhecemos que a decisão é de Deus e não nossa e devemos dizer em oração: "Deus, nós queremos que a tua vontade seja feita acima da nossa".
Marcos 5:41-43 "E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talita cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te. Imediatamente a menina se levantou, e pôs-se a andar, pois tinha doze anos. E logo foram tomados de grande espanto. Então ordenou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e mandou que lhe dessem de comer”.
A primeira coisa que notei foi que Jesus "ordenou-lhes expressamente que ninguém o soubesse". Esta era a maneira de Jesus. Ele não curava por causa da publicidade, ao contrário dos chamados "curandeiros da fé" hoje que fazem isso na TV nacional e na frente de milhares de pessoas presentes. Isso rouba a glória de Deus e coloca o foco no curador. Esta menina estava mais do que doente, ela estava morta. Jesus tem o poder de ressurreição nEle e quando Ele ressuscitou Lázaro, se Ele não especificasse "Lázaro, venha para fora", todos os que estavam em suas sepulturas poderiam ter ressuscitado dentre os mortos. Isso é porque Jesus é a vida e a ressurreição. Jesus disse que todo aquele que nele crê, mesmo que morra, viverá novamente (João 11:25-26).
Salmo 41:3 "O Senhor o susterá em seu leito de enfermidade, e da doença o restaurará" (NVI)
O que eu percebi imediatamente é que é o Senhor que sustenta uma pessoa em seu leito de enfermidade e, curiosamente, Ele o restaura "para a saúde plena". Isso reforça o fato de que só Deus é quem cura e que a cura é totalmente uma obra soberana do Senhor e não da vontade do homem. É Deus que sustenta uma pessoa em seu leito de enfermidade, o que pode ser interpretado como significando seu "leito de morte". De nenhuma maneira isso promete que Ele curará todas as doenças, mesmo de uma condição que as leve à morte, mas reafirma que É Deus e somente Deus Quem é o Curador.
Mateus 9:35 “E percorria Jesus todas as cidades e aldeias, ensinando nas sinagogas, pregando o evangelho do reino, e curando toda sorte de doenças e enfermidades”
Novamente, somente Jesus tem esse poder de curar. Nunca houve um momento em que a pessoa que estava sendo curada carecia da fé para ser curada e assim a falsa crítica dos curandeiros da fé que dizem que a razão pela qual uma pessoa não foi curada era porque não tinham fé suficiente. Somente Deus é quem cura e é somente quando é a vontade de Deus, não a vontade da pessoa de ser curada ou a oração do povo para que uma pessoa seja curada. Deus sempre sabe o que é melhor para nós a longo prazo e isso pode ou não incluir a cura.
Isaías 53:4-5 "Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados"
Esta pode ser uma das Escrituras mal citadas mais frequentemente sobre a cura e às vezes é tirada do contexto. Se você ler o final de Isaías 52 e no capítulo 53, você pode ver claramente que ele está falando sobre o sofrimento de nosso Redentor na cruz para nossa cura espiritual. Observe que Ele foi "ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades", não por causa da nossa enfermidade e doença. Todo ser humano vivo é um pecador e nenhum é justo (Romanos 3:10). A maior cura que ocorre não é a da enfermidade, porque se formos curados, vamos morrer novamente, mas o perdão de nossos pecados nos permite ter a vida eterna. Jesus é a única razão pela qual podemos ter a vida eterna porque "o castigo que nos trouxe a paz" foi infligido a Cristo e agora temos paz com Deus porque a penalidade de nossos pecados foi removida (Romanos 5:1). A ira devido à nossa pecaminosidade se foi na obra de expiação de Cristo no Calvário e agora estamos em paz com Deus por causa do supremo sacrifício de Cristo.
Atos 19:11-12 "E Deus pelas mãos de Paulo fazia milagres extraordinários, de sorte que lenços e aventais eram levados do seu corpo aos enfermos, e as doenças os deixavam e saíam deles os espíritos malignos"
Mais uma vez vemos que é "Deus [que] estava fazendo milagres extraordinários pelas mãos de Paulo". Não era Paulo fazendo os milagres pela mão de Deus. A glória sempre pertence a Deus e se um curandeiro da fé sempre reivindica ter esse poder, eles estão roubando a glória que pertence a Deus e negando que só Deus é quem cura e não o homem.
Segundo Coríntios 12:7-9 "E, para que me não exaltasse demais pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de que eu não me exalte demais; acerca do qual três vezes roguei ao Senhor que o afastasse de mim; e ele me disse: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. Por isso, de boa vontade antes me gloriarei nas minhas fraquezas, a fim de que repouse sobre mim o poder de Cristo”.
Quem tinha fé maior do que Paulo no Novo Testamento além de Jesus e ainda assim ele nunca foi curado. Três vezes Paulo orou para ser curado de seu "espinho na carne", mas Deus disse a Paulo que Ele não o curaria porque "A minha graça te basta". Deus entendeu que este espinho foi dado a Paulo para impedi-lo "de ser presunçoso". Às vezes, Deus permite que nossas doenças e enfermidades permaneçam, porque nos mantêm humildes e necessitados dele. O poder de Deus "é aperfeiçoado na fraqueza".
Marcos 16:18 "pegarão em serpentes; e se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e estes serão curados"
Este verso produziu alguns fanáticos religiosos extremos que enfatizam a manipulação de cobras, mas não é isso que este versículo significa. Paulo naufragou em uma ilha e foi mordido por uma cobra venenosa, mas ele não morreu. Foi quando esta profecia de Jesus foi cumprida. O beber "coisa mortífera" poderia significar que alguns dos apóstolos foram secretamente envenenados e não morreram envenenados. Não há nenhuma referência bíblica a este acontecimento, mas podemos imaginar isso acontecendo tanto quanto os líderes religiosos odiaram a mensagem do evangelho dos apóstolos. Quanto à imposição de mãos sobre os doentes, ela diz que "estes serão curados", mas não diz que todos serão curados nem que todos vão se recuperar de sua enfermidade ou doença. Esta não é uma declaração arrebatadora onde Jesus conclui que todos os que impuserem as mãos sobre eles serão curados. Paulo e Timóteo são um grande exemplo disso porque continuaram tendo problemas de saúde que nunca foram curados.
João 9:1-3 "E passando Jesus, viu um homem cego de nascença. Perguntaram-lhe os seus discípulos: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Respondeu Jesus: Nem ele pecou nem seus pais; mas foi para que nele se manifestem as obras de Deus"
Isso me lembra os três amigos de Jó. Eles acusaram Jó de sofrer por causa de seu próprio pecado. Muitas pessoas atribuem falsamente as doenças das pessoas ao pecado. Este pode ser o caso, mas certamente nem sempre é o caso. Jesus disse que este homem nasceu cego, não porque seus pais pecaram ou que o homem pecou, mas "para que nele se manifestem as obras de Deus" significando que Deus receberia a glória por isso e não o homem.

Conclusão

A cura é prerrogativa de Deus. Ele cura quem Ele quer. A cura não é da vontade ou do poder de algum homem, mas somente de Deus e somente para Sua glória. Se você não se arrependeu dos seus pecados, confessou-os a Deus e confiou no Salvador, então você tem uma sentença de morte eterna pendurada sobre sua cabeça e isso é pior do que qualquer enfermidade ou doença que você pode imaginar. Isaías escreveu sobre a cura que veio do sofrimento de Jesus no capítulo 53:4-6, "Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e carregou com as nossas dores; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e esmagado por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas, cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de todos nós".

Tem dificuldade para entender a Biblia? Olha a novidade que tenho para você!

Um excelente método sobre como ler a Bíblia e entendê-la mais facilmente! Descubra como ser um grande leitor da Bíblia Sagrada sem ser um teólogo profissional

Se você deseja ler e enteder a Biblia, ainda hoje, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para conhecer a Escola da Bíblia Shubert.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.