Orando de acordo com a Palavra de Deus

Orando de acordo com a Palavra de Deus
"no ano primeiro do seu reinado, eu, Daniel, entendi pelos livros que o número de anos, de que falara o Senhor ao profeta Jeremias, que haviam de durar as desolações de Jerusalém, era de setenta anos. Eu, pois, dirigi o meu rosto ao Senhor Deus, para o buscar com oração e súplicas, com jejum, e saco e cinza" (Daniel 9:2-3).

A soberania de Deus não elimina a necessidade de oração.

Alguma vez você já se perguntou se é bíblico orar por coisas que Deus já prometeu em Sua Palavra? É apropriado orar, digamos, pela salvação dos pecadores, sabendo que Deus redimirá todos os eleitos de alguma maneira, ou para o retorno de Cristo, sabendo que isso é uma coisa certa? Daniel nos dá uma resposta clara.

Deus profetizou por meio de Jeremias que o cativeiro babilônico duraria setenta anos (Jeremias 25:11-12). Quando Daniel leu aquela profecia, ele percebeu que o tempo estava próximo para o seu povo retornar à sua pátria. Isso o inspirou a orar fervorosamente.

Em Daniel 9:19 ele clama: "Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e põe mãos à obra sem tardar, por amor de ti mesmo, ó Deus meu, porque a tua cidade e o teu povo se chamam pelo teu nome". Ele estava em sintonia com a Palavra de Deus e entendeu que de alguma forma suas orações eram parte do plano de Deus.

A relação exata entre a soberania de Deus e nossas orações é um mistério, mas é claro que de alguma forma a Palavra de Deus e nossas orações são colaboradores na realização da vontade de Deus.

Como Daniel, você e eu vivemos em um tempo em que muitas das promessas de Deus parecem estar perto do cumprimento. Nunca antes os eventos mundiais apontaram tão dramaticamente para a proximidade do retorno de nosso Senhor. Consequentemente, este não é o momento para a complacência ou a especulação excessiva. É o tempo para estudo cuidadoso da Bíblia e oração fervorosa.

Agradeça a Deus por Sua fidelidade e as promessas seguras de Sua Palavra.

Peça-Lhe a sabedoria espiritual e discernimento para discernir Sua vontade e então viver de acordo com ela.

Jeremias 24:1-25:13 dá alguns antecedentes ao cativeiro de Judá na Babilônia. Depois de ler esses versículos, responda a estas perguntas:
  • A que tipo de fruto Deus comparou Judá?
  • O que Deus disse que aconteceria ao rei Zedequias?
  • Que advertência os profetas deram a Judá?
  • Qual foi a resposta de Judá?
  • Como Deus lidaria com Babilônia?

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.