Esdras e os presentes para o templo

Esdras e os presentes para o templo
Texto: Esdras 8:24-30

Introdução: Esdras é chamado por alguns de "pequeno Moisés". Embora entendamos que não existem grandes ou pequenos servos no reino de Deus, os ministérios de Esdras e Moisés embora separados em tamanho e escopo tenham algumas semelhanças impressionantes. Ambos eram estudantes da lei de Deus. Ambos lideraram grupos de pessoas para a Terra Prometida. Ambos gozavam de proteção divina enquanto viajavam. Ambos usaram líderes designados por Deus em sua jornada. E ambos levaram valiosos presentes que lhes foram dados pelos líderes da terra que eles deixaram.

O texto do nosso sermão em Esdras 8:24-30 ocorre em Jerusalém, numa época em que o templo havia sido reconstruído. Agora era o momento de o grupo de Esdras retornar e trazer com eles os presentes e materiais necessários para a adoração adequada do templo. Esses presentes e materiais eram pesados e muito caros. Transportar esses itens durante 900 milhas era uma enorme responsabilidade e que Esdras levou a sério. A maneira como Esdras lidou com essa tarefa assustadora é uma lição para cristãos e igrejas e que devem ser cuidadosamente estudadas e implementadas em nossa jornada espiritual.

Esdras 7:11-26 contém uma carta do rei Artaxerxes a Esdras que incluía vários fatores importantes no retorno dos judeus à sua terra natal. Primeiramente, permitiu que "todo aquele do povo de Israel, e dos seus sacerdotes e levitas, que quiser ir a Jerusalém, vá contigo" (Esdras 7:13). Segundo, o rei deu permissão a Esdras para ensinar a lei de Deus e para impô-la (Esdras 7:14, 25-26). Terceiro, o rei imputou a Esdras a responsabilidade de levar presentes financeiros e materiais para o templo em Jerusalém (Esdras 7:15-19). Como seu antecessor, o rei Ciro, o rei Artaxerxes contribuiu generosamente para a adoração a Deus.

Tudo isso parece bom demais para ser verdade. Por que um rei persa se importaria com os judeus que obedeciam aos mandamentos de Deus e daria dinheiro e materiais para a adoração no templo? Embora ninguém saiba com certeza por que Artaxerxes deu tão generosas contribuições financeiras, é seguro dizer que ele desejava as bênçãos de Deus pessoalmente e nacionalmente, em vez de sua ira (Esdras 7:23). Também é evidente que ele tinha grande estima e respeito por Esdras (Esdras 7:25). Mas, além de qualquer explicação humana, é evidente que a mão de Deus estava presente em cada detalhe da história de Esdras. Deus está cuidando do Seu povo escolhido e pode usar quem e tudo o que Ele deseja para que eles tenham o que precisam (Filipenses 4:19).

Esdras estava satisfeito com a generosidade e comissão do rei. Ele expressou seu prazer ao dar louvor e glória ao Senhor por tudo o que estava acontecendo (Esdras 7:27-28). Ele não tomou crédito pela generosidade do rei, nem elogiou o rei. Esdras deu crédito a quem devia o crédito, ao Senhor.

1. Os Indivíduos Escolhidos (Esdras 8:24)

Versículo 24 "Então separei doze dos principais dentre os sacerdotes: Serebias e Hasabias, e com eles dez dos seus irmãos"

Se você ler este versículo por si só, parece indicar que Esdras designou "doze" homens "do chefe dos sacerdotes" para serem responsáveis pelo tesouro. No entanto, de acordo com Esdras 8:18-19, "Serebias" e "Hasabias" eram "filhos de Levi", o que faria deles "Levitas" e não "sacerdotes". Esdras 8:30 claramente identifica "os sacerdotes e os levitas" como parte desta jornada. Considerando todos esses versículos juntos, parece que a melhor interpretação de Esdras 8:24 é que Esdras escolheu "doze sacerdotes" e "doze levitas" entre os quais "Serebias" e "Hasabias" estavam. Isso daria um total de vinte e quatro líderes nomeados.

O nome "Serebias" significa "Jeová me fez tremer". O nome "Serebias" nos lembra que ser um líder exige que você tema e trema na presença de Deus. Há uma perda infeliz da responsabilidade sagrada entre os líderes da igreja hoje que precisa ser restaurada. Qualquer que seja a posição que se possa assumir ou a responsabilidade que alguém possa ter recebido, deveria nos fazer tremer e temer diante do Senhor. O nome "Hasabias" significa "O Senhor o estimulou". Este nome também serve como um lembrete para todos nós envolvidos na obra do Senhor que estamos fazendo o que fazemos em conexão com a grande obra de Deus. A entrega de presentes a Jerusalém e a responsabilidade que acompanhava isso estava em associação com o plano de Deus. Que o Senhor reviva essa verdade em todos os corações a medida que diariamente procuramos fazer a vontade de Deus.

A nomeação de Esdras destes dois líderes individualmente junto com "seus irmãos" mostra-nos sua grande sabedoria. Esdras não confiou tudo a uma única pessoa, mas sim distribuiu responsabilidades igualmente entre homens de confiança. Responsabilidades e prestação de contas devem ser repartidos entre todo o corpo de Cristo, se quisermos ser bons mordomos de tudo o que Deus nos deu.

2. O Inventário Realizado (Esdras 8:25-28)

Versículo 25 "e pesei-lhes a prata, o ouro e os vasos, a oferta para a casa do nosso Deus, que o rei, os seus conselheiros, os seus príncipes e todo o Israel que estava ali haviam oferecido"

Enquanto as moedas eram particularmente comuns nesse período da história o texto aqui parece indicar que a "prata" e "ouro" eram barras em vez de dinheiro cunhado. "Pesei-lhes" significa que Esdras realizou alguma forma de inventário para listar a quantidade exata do dinheiro e "vasos" e a "oferta" que era para ser levado a Jerusalém. Isso era para assegurar que todos os itens chegariam intactos, uma vez que outra pesagem ocorreria quando eles chegassem a Jerusalém (Esdras 8:33-34).

A "oferta para a casa do nosso Deus" era o dinheiro especial dado pelo rei Artaxerxes e "seus conselheiros, os seus príncipes e todo o Israel" que estavam "presentes". Muitas pessoas diferentes contribuíram para esta grande causa que exigia mais responsabilidade e integridade. Devemos ser lembrados de que não estamos apenas manipulando tesouros que pertencem a Deus, mas também estamos manipulando tesouros que foram dados à obra de Deus, tanto daqueles que conhecem o Senhor como daqueles que não o conhecem.

As ações de Esdras ao fazer este inventário e manter registros indicam uma falta de confiança nos homens que ele selecionou? Será que ele pensou que seria roubado na jornada, embora ele já tenha afirmado anteriormente: "A mão do nosso Deus é sobre todos os que o buscam" (Esdras 8:22)? Não. Suas ações são resultado de sua integridade. Ele estava protegendo-se de acusações de levar qualquer coisa para ganho pessoal ou qualquer um dos que ele nomeou da mesma possível acusação. As ações de Esdras nos lembram as admoestações do Apóstolo Paulo ao jovem pregador Timóteo, "É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível..." (1 Timóteo 3:2). A palavra "irrepreensível" significa "nada para o mundo usar para desacreditar o homem de Deus".

Versículos 26-27 "entreguei-lhes nas mãos seiscentos e cinquenta talentos de prata, e em vasos de prata cem talentos; e cem talentos de ouro; e vinte taças de ouro no valor de mil dáricos, e dois vasos de bronze claro e brilhante, tão precioso como o ouro"

Essas medidas representam uma enorme quantidade de "prata" e "ouro". Quando você considera o fato de que um "talento" pesava aproximadamente trinta e cinco quilos, isso significa que as barras "de prata" pesavam cerca de vinte e cinco toneladas. Os "cem talentos de vasos de prata" e os "cem talentos de ouro" pesavam um pouco mais de três toneladas. As "vinte taças de ouro" e "dois vasos de bronze claro e brilhante, tão precioso como o ouro" seriam de cerca de dezenove a vinte quilos. Isso era uma grande carga para vinte e quatro sacerdotes e levitas carregar. Muito provavelmente estes itens foram transportados em carros (Números 7:2-3).

Todos esses itens seriam avaliados em milhões de dólares hoje. Mas não é apenas o valor em dólares que torna tudo isso tão importante e especial. Esses "vasos" e "ofertas" foram dados para a obra de Deus. E o trabalho de Deus é importante e valioso, não importa o valor em dólares que está ligado a ele. O templo da igreja que é apenas uma frente de uma loja alugada é tão valioso à vista de Deus como o santuário multimilionário templo de Salomão da igreja Universal. O pastor que trabalha em dois trabalhos para sustentar sua família e ministério é tão valioso para o Senhor como o pastor com um salário de seis dígitos.

3. As Instruções Dadas (Esdras 8:28-30)

Versículo 28 "E disse-lhes: Vós sois santos ao Senhor, e santos são estes vasos; como também essa prata e este ouro são ofertas voluntárias, oferecidas ao Senhor, Deus de vossos pais”

"E disse-lhes" são palavras ditas por Esdras aos designados no versículo 24 para ser responsável pelo tesouro. "Vós sois santos ao SENHOR ..." significa que aqueles escolhidos para serem responsáveis ​​pelo dinheiro, os vasos e a oferta tinham sido "separados". Estes homens pertenciam ao Senhor. É correto e justo que os sacerdotes e os levitas levem e sejam responsáveis ​​pelas coisas sagradas pertencentes ao templo. O templo e todas as suas funções era a vida deles. Era o propósito e a razão para a existência deles. Somente aqueles que eram "santos" deveriam ser confiados com este grande tesouro. Ao ler as instruções de Esdras, lembramo-nos das palavras do Apóstolo Paulo aos Coríntios quando disse: "Mas nós temos este tesouro em vasos de barro ..." (2 Coríntios 4:7). Como crentes nós também temos um enorme tesouro de salvação e o Espírito Santo que vive dentro de nós. Possuir algo tão "sagrado" e santo é exigir que sejamos "separados" para o Senhor. A única maneira de manter limpo o tesouro é nos manter limpos (Isaías 52:11).

"e santos são estes vasos..." significa também que o que estes homens carregavam tinha sido "separado" para o Senhor. Tudo o que eles carregavam tinha um propósito especial e sagrado no templo e deveria ser tratado como tal. Essas palavras devem convencer-nos sobre como casualmente nos aproximamos da obra do Senhor e do serviço do Senhor. Muito do que fazemos hoje é feito sem esse senso de santidade e sacralidade. A "prata e este ouro são ofertas voluntárias, oferecidas ao Senhor, Deus de vossos pais", é um lembrete de que as coisas de que somos responsáveis ​​são coisas oferecidas ao "Senhor Deus de vossos pais". Não é a nossa igreja ou o nosso ministério. O dinheiro no tesouro da igreja não pertence ao conselho de finanças ou ao tesoureiro da igreja. O teclado e os demais instrumentos não pertencem àqueles que os doou ou aos músicos da igreja. O pastor é o servo de Deus para liderar, alimentar e guiar o rebanho, mas ele não é dono da igreja. Estas podem parecer coisas triviais, mas muitas igrejas e ministérios falharam por causa de equívocos sobre quem somos e o que estamos fazendo. Como servos de Deus, devemos ser "santos". Como servos de Deus, devemos lembrar que "os vasos são santos".

Versículo 29 "Vigiai, pois, e guardai-os até que os peseis na presença dos principais dos sacerdotes e dos levitas, e dos príncipes das casas paternas de Israel, em Jerusalém, nas câmaras da casa do Senhor".

Este versículo ressalta a importância de guardar o tesouro. "Vigiai, pois e guardai-os",literalmente significa, "vigiai para que possais guardar". Esdras está dizendo: "Guardai estas coisas com a vossa vida até que os peseis em Jerusalém". O dia da prestação de contas chegaria quando "chegassem a Jerusalém" e dessem conta "na presença dos principais dos sacerdotes e dos levitas, e dos príncipes das casas paternas de Israel".Esta é uma referência aos líderes da nação de Israel. As "câmaras da casa do SENHOR" eram quartos ao redor das extremidades de partes da área do templo usados tanto para administração e armazenamento como para conveniência pessoal dos sacerdotes.

Comentando este versículo, o autor Alexander Maclaren escreveu: "Embora possa ser que não iremos enfrentar o julgamento e a pesagem daquele dia sem muitas falhas e muita perda, contudo podemos esperar que por Sua preciosa ajuda e Sua piedosa aceitação nós possamos descansar em paz, dizendo: "Eu guardei a fé", e possamos ser despertados pela palavra "Muito bem, bom e fiel servo". Esse era o desejo do coração de Esdras para estes sacerdotes e levitas e deveria ser o nosso desejo também.

Versículo 30 "Então os sacerdotes e os levitas receberam o peso da prata, e do ouro, e dos vasos, a fim de os trazerem para Jerusalém, para a casa do nosso Deus”

"Então os sacerdotes e os levitas receberam..." significa que eles aceitaram a instrução de Esdras e sua carga solene sobre seus deveres e responsabilidades. Eles aceitaram o "peso" uma vez que eles saíram com uma clara compreensão de que eles eram responsáveis por "pesar" a quantidade exata no final da viagem. Os sacerdotes e os levitas devem ser elogiados por aceitarem essa responsabilidade porque não tinham ideia de quais perigos os aguardariam na longa viagem de volta para casa. Não importa o que viesse, eles estavam prontos para levar os presentes para o templo em Jerusalém.

Conclusão: De acordo com Esdras 8:31-36, Esdras e seu grupo chegaram em segurança em Jerusalém. A implicação em Esdras 8:34 é que tudo foi registrado quando a prata, o ouro, os vasos e a oferta foram contados e pesados. Os homens escolhidos cumpriram fielmente sua tarefa e mostraram-se confiáveis ​​na missão que lhes foi dada.

Como crentes em Cristo, não podemos ler esta história sem sermos lembrados de nossa enorme responsabilidade e incumbência. Os tesouros que levamos podem não ser vasos de prata e ouro ou mesmo ofertas financeiras. Eles podem valer muito mais. Alguns dos tesouros que carregamos são inestimáveis. Nosso testemunho da graça salvadora é tão valioso para nossa própria segurança e para um mundo perdido. Enoque recebeu um testemunho no início de sua jornada espiritual e ele andou com Deus todo o caminho até o céu (Hebreus 11:5). Nossas famílias são tesouros preciosos. Nossa comunhão cristã com nossos irmãos e irmãs em Cristo é tão valiosa hoje. Aceitemos nosso dever de proteger estes e todos os tesouros que Deus nos deu. E, quando chegar o último dia do juízo, o dia de "pesar" tudo pode prestado contas na presença de Deus (Romanos 14:12).

Amém.

Tem dificuldade para entender a Biblia? Olha a novidade que tenho para você!

Um excelente método sobre como ler a Bíblia e entendê-la mais facilmente! Descubra como ser um grande leitor da Bíblia Sagrada sem ser um teólogo profissional

Se você deseja ler e enteder a Biblia, ainda hoje, terá à disposição um excelente material! Clique Aqui para conhecer a Escola da Bíblia Shubert.

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:
1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.