O Jogo da Culpa

O Jogo da Culpa
“Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem”. Mateus 5:44

Começa cedo. "Mas mamãe, ele começou!" Isso vem naturalmente para nós desde a tenra idade: Damos o que nos foi dado. Bondade gera bondade e a ira gera raiva. Nós até inconscientemente imitamos o nível de energia e a linguagem corporal daqueles que nos rodeiam em um esforço para se conectar.

Quando nos sentimos ameaçados, tornamo-nos defensivos e permanecemos alerta, como soldados, prontos a defender-nos ou talvez até mesmo a executar um ataque surpresa antes que o nosso adversário nos atinja. Ter um espírito perpetuamente defensivo prejudica o componente-chave de nossos relacionamentos próximos: A confiança.

Satanás se destaca em alimentar a culpa e o ódio. Ele aplaude quando abrigamos ressentimentos profundos que lentamente nos separa daqueles que nos rodeiam. Embora haja pessoas nocivas e inseguras, não precisamos nos tornar parte do ciclo de ódio. O antídoto para um espírito defensivo são compaixão, humildade e perdão. Jesus revela em palavras e ações que, apesar de ser excruciante e sacrificial abençoar e amar nossos inimigos, é a única maneira de viver.

Toda mudança vem de aprofundar sua compreensão da salvação de Cristo e viver as mudanças que a compreensão cria em seu coração.
O Jogo da Culpa O Jogo da Culpa Reviewed by Aldenir Araujo on 11/28/2016 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

A Bíblia Responde