Adoração de distinção
"E outra vez, ao introduzir no mundo o primogênito, diz: E todos os anjos de Deus o adorem" (Hebreus 1:6).

Jesus Cristo é superior aos anjos porque Ele é adorado.

Mesmo que Jesus Cristo se humilhou e foi feito um pouco menor que os anjos por um tempo, os anjos, todavia o adoram. Visto que os anjos devem adorá-Lo, então Cristo deve ser superior a eles.
Os anjos sempre adoraram a Cristo, apenas o adoraram como Deus. Não foi até Sua encarnação que os anjos foram ordenados a adorá-Lo como Filho de Deus. É um pecado adorar alguém ou qualquer outra coisa senão Deus - na verdade, observe quão severamente o apóstolo João foi repreendido por adorar anjos (Apocalipse 19:10; 22:8-9). Portanto, o próprio fato de que os anjos adoram a Cristo confirma que Cristo é de fato Deus.

Atualmente, os anjos não compreendem completamente o quadro completo do plano redentor de Deus. Pedro nos diz que os profetas não entenderam tudo o que eles escreveram, "indagando qual o tempo ou qual a ocasião que o Espírito de Cristo que estava neles indicava, ao predizer os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir" (1 Pedro 1:11). Então acrescentou: "para as quais coisas os anjos bem desejam atentar" (verso 12). Eles ainda estão tentando descobrir coisas que não entendem.

Mas isso nem sempre será o caso. Observe que Hebreus 1:6 diz: "E outra vez, ao introduzir no mundo o primogênito”. Deus já trouxe Cristo ao mundo uma vez - na segunda vinda Ele o trará ao mundo em glória ardente. Então a plenitude da profecia do Salmo 97:7 citado em Hebreus 1:6 acontecerá: "E todos os anjos de Deus o adorem".

Na Sua segunda vinda, Cristo é revelado em plena glória como o Filho. Mais do que nunca, temos motivos para nos unir ao coro celestial ao declarar: "Digno é o Cordeiro, que foi morto, de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor" (Apocalipse 5:12).

Graças a Deus por Seu maravilhoso plano de salvação. Peça a Ele para torná-lo mais real para você todos os dias.