A Aplicação da Sabedoria: Introdução

A Aplicação da Sabedoria: Introdução
É absolutamente essencial que reconheçamos o apelo da sabedoria. Uma vez que sabemos que a sabedoria está nos chamando, devemos aprender a apreciar a sabedoria para que tenhamos uma razão para prestar atenção aos apelos da sabedoria. Compreendendo isso, então precisamos trabalhar para adquirir sabedoria. Mas tudo isto é inútil se, depois de fazermos tudo para adquirir, não aplicarmos a sabedoria.

A maior parte do livro de Provérbios, e a maior parte do nosso estudo, centra-se na aplicação da sabedoria. Quando Deus revela Sua sabedoria, o homem não deve buscá-la meramente por curiosidade intelectual. Deus espera que ponhamos em prática o que aprendemos.
"Em tudo o homem prudente procede com conhecimento; mas o tolo espraia a sua insensatez"(13:16).
Um "homem prudente" não possui apenas conhecimento, embora ele certamente o possui. Ele fará mais do que apenas adquirir conhecimento. Ele agirá com conhecimento. As coisas que ele aprende serão expostas em sua vida, assim como a loucura está em exibição na vida do tolo.
"E um divertimento para o insensato o praticar a iniquidade; mas a conduta sábia é o prazer do homem entendido" (10:23).
Diz-se que o tolo gosta de praticar a maldade. É como um esporte para ele. Faz-se contraste entre o tolo e o homem de entendimento. O tolo gosta de "praticar a iniquidade". Embora "fazer" não seja explicitamente declarado em relação à sabedoria, o contraste a implica. Assim como o tolo gosta de "praticar a iniquidade", o homem de entendimento gosta de fazer o que é sábio.
"Como águas profundas é o propósito no coração do homem; mas o homem inteligente o descobrirá" (20:5).
A água que está no fundo de um poço profundo tem o potencial de fazer o bem, mas só quando alguém faz o que é necessário para tirá-la se torna realmente útil para ele. Da mesma forma, ter planos e intenções de fazer o bem e agir com sabedoria só tem o potencial de fazer o bem. Aquele que aprendeu a verdade tem a capacidade de agir com sabedoria. Mas ele deve extraí-la do seu coração (mente) para que ela se manifeste em suas ações. Só então a sabedoria realmente beneficiará aquele que a possui.
"Como o cão que torna ao seu vômito, assim é o tolo que reitera a sua estultícia" (26:11).
Aquele que repetidamente volta ao seu pecado e anda na tolice é como o cão com seu comportamento ignorante e nojento. Não há nenhum benefício em retornar a seus modos insensatos. Se o homem tivesse sentido, ele seria repelido pelo pensamento de retornar à sua loucura. Mas o tolo, como o cão que retorna ao seu vômito, continua voltando ao seu pecado. As instruções dadas no livro de Provérbios não são apenas para nós aprendermos o que se espera de nós. Elas estão escritas para que possamos abandonar o nosso pecado e seguir a justiça.

Assim como procuramos aplicar a sabedoria, há vários tópicos que discutiremos à medida que avançamos no nosso estudo:
  • Caráter - alguns dos traços de caráter mais gerais que devemos ter, como autocontrole, integridade, honestidade e confiabilidade.
  • Discurso - como podemos fazer o bem e evitar fazer o mal com nossas palavras.
  • Trabalho - ética de trabalho adequada, recompensas do trabalho e consequências da preguiça.
  • Mordomia - fazer bom uso do nosso dinheiro e posses.
  • Justiça - ser justo em nossos negócios e a importância da justiça em uma sociedade.
  • Sofrimento - a realidade do sofrimento e como lidar com ele.
  • Álcool - advertências contra o consumo de álcool.
  • Planos para o Futuro - a incerteza da vida e nossa necessidade de confiar em Deus.
  • Mulheres - o valor de uma boa esposa, o fardo de uma esposa contenciosa, e advertências contra a adúltera.
  • Família - responsabilidades dos pais com seus filhos (incluindo disciplina), filhos com seus pais e avós com seus netos.
  • Amizade - o valor de bons amigos e advertências sobre companheiros maus.
  • Vizinhos - como devemos tratar os outros.
  • Governo - o dever das autoridades civis e instruções aos cidadãos.
  • Deus - Suas obras poderosas e revelações sábias, bem como a responsabilidade do homem para com Ele.
Não vamos abordar todos os tópicos nem citar todos os versículos do livro de Provérbios em nosso estudo. Mas nós examinaremos a maioria de ambos enquanto discutimos os tópicos na lista acima. Então, convido você a acompanhar o restante deste estudo à medida que aprendemos mais sobre a aplicação da sabedoria.

Próximo: A Aplicação da Sabedoria: Caráter (Parte 1)
A Aplicação da Sabedoria: Introdução A Aplicação da Sabedoria: Introdução Reviewed by Aldenir Araujo on 3/03/2018 Rating: 5

Nenhum comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

A Bíblia Responde