Conclusão do Estudo de Provérbios

Conclusão do Estudo de Provérbios
Ao longo deste estudo de Provérbios, vimos como Deus espera que Seu povo cresça em sabedoria - não a sabedoria que é do mundo, mas a sabedoria que vem de cima. Conforme passamos por este estudo, dividimos o estudo no livro de Provérbios em quatro seções:

1. O apelo da sabedoria - Deus não escondeu Sua sabedoria para que não a possamos encontrar. Ele a oferece para nós. Salomão descreve a sabedoria como convidando-nos a agarrá-la. Este convite está aberto a todos.

2. A apreciação da sabedoria - Quando Deus nos chama para tomar posse de Sua sabedoria, Ele não faz isso sem nos dar as razões pelas quais é bom para nós perseguir a sabedoria. Há bênçãos que vêm de seguir a sabedoria e consequências negativas que vêm de rejeitar a sabedoria.

3. A aquisição da sabedoria - Uma vez que reconhecemos o apelo da sabedoria e compreendemos as razões pelas quais devemos apreciar a sabedoria, então precisamos saber como adquirir sabedoria. Com diligência e uma atitude adequada de nossa parte, podemos adquirir a sabedoria que Deus oferece.

4. A aplicação da sabedoria - Sabedoria não é apenas sobre o que sabemos, mas o que fazemos. Portanto, a maior parte do livro de Provérbios (e aproximadamente dois terços do material neste estudo) se concentra em como devemos aplicar a sabedoria. Isso irá cobrir todas as áreas de nossas vidas - casa, trabalho, sociedade e religião.

Nossa busca e aplicação da sabedoria é algo que deve ser feito ao longo de nossas vidas. Nossa felicidade presente e futura depende de nossa lembrança deste fato.

"Come mel, filho meu, porque é bom, e do favo de mel, que é doce ao teu paladar. Sabe que é assim a sabedoria para a tua alma: se a achares, haverá para ti recompensa, e não será malograda a tua esperança" (24:13-14).

Nossas almas – todo nosso ser, incluindo nossa existência além desta vida - é beneficiado pela sabedoria. Seguindo a sabedoria, podemos aguardar a esperança de uma recompensa futura de Deus. Mas para que esta esperança seja realizada, não devemos nos afastar de seguir a sabedoria.

"Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes o entendimento. Pois eu vos dou boa doutrina; não abandoneis o meu ensino" (4:1-2).

"Adquire a sabedoria, adquire o entendimento; não te esqueças nem te desvies das palavras da minha boca" (4:5).

"Filho meu, atenta para as minhas palavras; inclina o teu ouvido às minhas instruções. Não se apartem elas de diante dos teus olhos; guarda-as dentro do teu coração" (4:20-21).

"Dirijam-se os teus olhos para a frente, e olhem as tuas pálpebras diretamente diante de ti. Pondera a vereda de teus pés, e serão seguros todos os teus caminhos. Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal" (4:25-27).

Nunca se esqueça do apelo da sabedoria, no qual Deus vos convida a tomar posse da sabedoria que é dele desde o princípio.

Nunca esqueça a necessidade de apreciar a sabedoria, lembrando as bênçãos que vêm de seguir a sabedoria e as armadilhas que vêm de rejeitá-la.

Nunca se esqueça da necessidade de adquirir a sabedoria, com humildade procurando obtê-la diligentemente.

Nunca se esqueça da necessidade de aplicar a sabedoria, seguindo a vontade de Deus em cada área e em cada era de sua vida.

Oro para que este estudo tenha sido útil para você, encorajando você a um serviço mais fiel a Deus.

Postar um comentário

0 Comentários