Quem é o Espírito Santo?
Muitas pessoas entendem mal a identidade do Espírito Santo. O Espírito Santo é comumente considerado como uma força impessoal.

Algumas pessoas pensam nisso como um poder curativo ou protetor ao qual Deus dá acesso a um crente. Mas o que a Bíblia diz sobre o Espírito Santo?

A Escritura nos diz que o Espírito Santo não é apenas um poder impessoal ou uma força, mas uma pessoa - a terceira pessoa da Trindade, de fato. O Espírito Santo é o próprio Deus.

O Espírito Santo aparece sinônimo de Deus em muitos lugares da Bíblia, tanto no Novo Testamento quanto no Velho Testamento. Em Atos 5:3-4, Pedro pergunta a Ananias por que mentiu ao Espírito Santo, e é claro que mentir ao Espírito Santo é o mesmo que mentir para Deus.

Ele compartilha as características de Deus, como onisciência e onipresença, como visto no Salmo 139:7-8, que diz: "Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também". Novamente em 1 Coríntios 2:10-11, o atributo de Deus da onisciência também está presente no Espírito Santo: "Porque Deus no-las revelou pelo seu Espírito; pois o Espírito esquadrinha todas as coisas, mesmos as profundezas de Deus. Pois, qual dos homens entende as coisas do homem, senão o espírito do homem que nele está? Assim também as coisas de Deus, ninguém as compreendeu, senão o Espírito de Deus".

O Espírito Santo é uma pessoa divina, e Ele está intimamente envolvido na nossa salvação, juntamente com o Pai e o Filho, como mostrado em Romanos 8:11, que diz: "E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Jesus habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Cristo Jesus há de vivificar também os vossos corpos mortais, pelo seu Espírito que em vós habita". 

O Espírito Santo tem pensamentos e conhecimento (1 Coríntios 2:10), e Ele pode sentir tristeza e sofrimento (Efésios 4:30).

O Espírito pode interceder pelos crentes (Romanos 8:26-27). Ele também tem vontade e toma decisões (1 Coríntios 12:7-1).

Veja também: O que é o estudo teológico da pneumatologia?

Em resumo, o Espírito Santo é Deus. Ele é a terceira pessoa da Trindade. Somente como essa pessoa divina o Espírito Santo pode ser para os crentes um consolador e conselheiro, de acordo com a promessa de Jesus (João 14:16,26; 15:26).