Arriscando a Verdadeira Paz
"Bem-aventurados os pacificadores, porque serão chamados filhos de Deus" (Mateus 5:9).
A paz verdadeira existe somente onde a verdade reina.
As pessoas muitas vezes definem a paz como a ausência de conflito, mas Deus a vê de maneira diferente. A ausência de conflito é meramente uma trégua, que pode acabar com as hostilidades abertas, mas não resolve os problemas subjacentes. Uma trégua simplesmente introduz uma guerra fria, que muitas vezes leva o conflito ao submundo, onde ela arde até chegar a um desastre físico ou emocional.

Tiago 3:17 diz: "A sabedoria do alto é primeiro pura, depois pacífica". A sabedoria divina, pureza e paz andam de mãos dadas. A paz é sabedoria em ação e nunca é estabelecida à custa da justiça. Ela traz justiça para a situação, buscando eliminar a fonte do conflito e criando relacionamentos corretos. As partes em conflito só conhecerão a verdadeira paz quando estiverem dispostas a admitir que sua amargura e ódio estão errados e humildemente buscam a graça de Deus para fazer as coisas certas.

Algumas pessoas equiparam a pacificação com questões de evasão, mas a verdadeira paz pode ser muito confrontadora. Em Mateus 10:34, Jesus diz: "Não penses que vim para trazer paz à terra; não vim trazer a paz, mas espada". Isso pode parecer contradizer Mateus 5:9, mas não contradiz: Jesus sabia que pessoas pecaminosas têm que ser confrontadas com a verdade antes que elas possam experimentar a paz. Isso pode ser um processo doloroso e difícil, porque as pessoas geralmente têm uma reação hostil ao evangelho antes de finalmente aceitá-lo. Até mesmo os crentes às vezes reagem negativamente quando confrontados com a verdade de Deus.

Ser um pacificador bíblico tem seu preço. Você pode esperar incomodar os incrédulos que se opõem abertamente à Palavra de Deus, bem como os crentes que comprometem sua verdade em prol da manutenção da "paz" entre pessoas de diferentes convicções doutrinárias. Alguns vão chamá-lo de mentalidade limitada e hostil para lidar com questões controversas. Alguns vão entender mal seus motivos ou até mesmo atacá-lo pessoalmente. Mas esse tem sido o caminho de todo verdadeiro pacificador - incluindo nosso próprio Senhor. Anime-se e seja fiel. Seus esforços para trazer a paz mostram que você é um filho de Deus.

Sugestões de Oração
  • Peça a Deus que a ousadia nunca comprometa Sua verdade.
  • Ore por aqueles que você conhece que estão sofrendo por causa do evangelho.
Para estudo adicional
  • Leia Lucas 12: 51-53, observando como o evangelho pode trazer divisão mesmo entre as famílias.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem