Cristo, Resplendor e Imagem
"sendo ele o resplendor da sua glória e a expressa imagem do seu Ser" (Hebreus 1:3).
Jesus é Deus manifesto e Deus em substância.
Assim como os raios do sol dão luz, calor, vida e crescimento à terra, assim também Jesus Cristo é a gloriosa luz de Deus que brilha nos corações de homens e mulheres. Como "o resplendor da glória de Deus", Jesus nos expressa Deus. Ninguém pode ver Deus em toda a glória; ninguém nunca viu. O resplandecer da glória que nos vem de Deus aparece na Pessoa de Jesus Cristo.

Assim como o sol nunca esteva e nunca pode ser separado do seu brilho, Deus nunca esteve e não pode ser separado da glória de Cristo. Nunca foi Deus sem Ele ou Ele sem Deus, e nunca de modo algum Ele pode ser separado de Deus. No entanto, o brilho do sol não é o sol, e nem Jesus é exatamente o mesmo que Deus nesse sentido. Ele é completamente e absolutamente Deus, mas como uma pessoa distinta dentro da divindade trina.

Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo, o que me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida" (João 8:12). Como o resplendor da glória de Deus, Cristo pode transmitir essa luz em sua vida e na minha, para que possamos irradiar a glória de Deus para um mundo sombrio.

Ao usar o termo "expressa imagem" para descrever o relacionamento de Cristo com a natureza de Deus, o escritor emprega terminologia geralmente associada a uma impressão reproduzida em um selo por um dado ou carimbo. Jesus Cristo é a reprodução de Deus - a impressão perfeita e pessoal de Deus no tempo e no espaço.

Quão maravilhoso perceber que Jesus Cristo, que é a expressão plena de Deus e a reprodução exata da natureza de Deus na história humana, pode entrar em nossas vidas e nos dar luz para ver e conhecer a Deus! Sua luz é a fonte de nossa vida espiritual. E a Sua luz nos dá propósito, significado, felicidade, paz, alegria, comunhão, tudo - por toda a eternidade.

Graças a Deus que Ele determinou tornar-se um homem para que possamos saber como Ele é.

Para estudo adicional
  • Leia 2 Corinthians 4:3-6 e note quem permite que as pessoas vejam ou não vejam espiritualmente.