A habitação do Espírito Santo - O que isso significa?

A habitação do Espírito Santo - O que isso significa?
A habitação do Espírito Santo é Deus morando permanente no coração daqueles que colocaram sua fé em Jesus Cristo como Salvador. No Antigo Testamento, o Espírito viria intermitentemente sobre os santos, capacitando-os para o serviço, mas não permanecendo necessariamente com eles. O Espírito "Senhor se apossou dele" sansão em Lei (Juízes 15:14) e "veio o espírito sobre Amasai" (1 Crônicas 12:18). O Espírito estava com Davi e podia ser removido dele (Salmo 51:11), e o Espírito "caiu sobre" Ezequiel e falou com ele (Ezequiel 11:5). O Espírito, que tinha estado uma vez com o rei Saul, "se afastou" dele, removendo Sua influência e direção sobre o rei (1 Samuel 16:14).

Somente depois do Pentecostes que o Espírito começou a habitar aqueles que pertencem a Deus através de Cristo. Jesus predisse a vinda do Espírito que viveria dentro do Seu povo, assim como o novo papel que o Espírito da Verdade desempenharia em suas vidas. Antes da ressurreição e do Pentecostes, o Espírito estava com os discípulos e os influenciou, mas Ele ainda não habitava neles, como Jesus lhes explicou: "Ele habita convosco e estará em vós" (João 14:17). João 7:39 explica mais adiante: "Ora, isto ele disse a respeito do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; pois o Espírito ainda não fora dado, porque Jesus ainda não tinha sido glorificado".

O apóstolo Paulo reiterou a mesma verdade sobre a habitação do Espírito: "Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo" (1 Coríntios 6:19-20). Porque os crentes foram comprados para Deus pelo sangue de Cristo, derramado na cruz por nossos pecados, nossos corpos se tornam um templo vivo onde o Espírito de Deus habita.

A imagem do corpo do crente sendo um templo é uma reminiscência do tabernáculo do Antigo Testamento, no qual o Espírito de Deus viveu. Lá, a presença de Deus aparecia em uma nuvem e encontrava-se com o sumo sacerdote, que entrava uma vez por ano no Santo dos Santos. No Dia da Expiação, o sumo sacerdote levava o sangue de um animal morto e o espalhava no propiciatório da Arca da Aliança. Neste dia especial, Deus concedia perdão ao sacerdote e ao Seu povo (Levítico 16).

O templo judaico em Jerusalém não existe mais. Agora o crente em Cristo tornou-se o santuário interno de Deus, o Espírito Santo, uma vez que o crente foi santificado e perdoado pelo sangue de Jesus Cristo (Efésios 1:7). De fato, a Escritura também diz que o crente é a morada de todas as três Pessoas da Trindade. Junto com o Espírito, Jesus Cristo está em nós (Colossenses 1:27), como está Deus o Pai (1 João 4:15).

O propósito da habitação do Espírito Santo é multifacetado. Primeiro e acima de tudo, o Espírito cria uma nova vida nos crentes (Tito 3:5), produzindo o mesmo novo nascimento de que Jesus falou em João 3:1-8. O Espírito nos confirma que este novo nascimento é real e que verdadeiramente pertencemos a Deus (Romanos 8:15-17). Ele também dá aos crentes dons espirituais para serem usados ​​para edificar o corpo de Cristo e glorificar a Deus (1 Coríntios 12:4-11). Além disso, como o autor da Escritura através dos escritores que Ele inspirou (2 Timóteo 3:16), o Espírito habitando em nós, nos ajuda a entender o que Ele escreveu e como aplicá-lo à vida diária (1 Coríntios 2:12).

Outras funções do Espírito que habita interiormente incluem interceder pelos crentes na oração (Romanos 8:26), guiando-nos nos caminhos da vida justa (Romanos 8:14), produzindo Seu fruto em nossas vidas (Gálatas 5:22-23), e acrescentando os crentes na igreja universal de Cristo, também chamada batismo com o Espírito Santo (1 Coríntios 12:13).

Uma das funções mais encorajadoras do Espírito é selar os crentes para a eternidade colocando Sua própria marca sobre nós. Fazer isso assegura nossa chegada à presença do Senhor quando morrermos (Efésios 1:13-14, 4:30). A presença do Espírito Santo dentro de nós é a garantia de que fomos comprados por Cristo e redimidos de nossos pecados. Nós nunca podemos perder a nossa posição como herdeiros da promessa. Até morrermos, o Espírito permanece dentro de nós, renovando-nos e santificando-nos, confortando-nos em provações e sustentando-nos em aflições. Com o Espírito Santo habitando em nós, nunca estaremos sós, nunca perdidos, e nunca sem Seu poder.

Postar um comentário

0 Comentários