As Implicações da Grande Comissão Para a Igreja
Texto: Mateus 28:18-20

Introdução: Muitas igrejas veem seus planos de evangelismo frustrados porque não sabem o que isso implica. No entanto, a evangelização é a razão de ser da igreja (Atos 1:8).

Qualquer igreja que esteja envolvida na evangelização deve considerar seriamente as implicações que afetam a vida espiritual, moral e material dos crentes.

Evangelizar implica:

I. Conhecer a origem do ide. V. 18

A. Autoridade Divina (Toda autoridade ... no céu e na terra).
B. Origem Divina (é dado a mim).

II. Mover e comover a igreja. V. 19

A. Para uma tarefa ativa.
B. Para uma tarefa sólida (fazer discípulos).
C. Para uma tarefa transcultural (para todas as nações).

III. Cuidando dos novos crentes. V. 19-20

A. Garantindo sua identidade em Cristo (batizando-os)
B. Aprofundando o relacionamento deles com Cristo (ensinando-os)
C. Cuidando dos novos crentes (Atos 20:28; Atos 13:17).

IV. Confiar na presença de que nos envia. V. 20

A. Uma presença segura (eu estou convosco).
B. Uma presença contínua (todos os dias).
C. Uma presença duradoura (até os confins da terra).

Conclusão

Para a igreja triunfar em seus planos de evangelizar, é necessário que reconheça, considere e aceite as múltiplas implicações da Grande Comissão. É mais do que pregar o evangelho; é reconhecer de onde tanto a ordem quanto o poder vêm; é motivar os fiéis; é discipular os novos convertidos e, quando surgirem as dificuldades, é confiar na presença de Cristo.