Devemos adorar o Espírito Santo?
Deuteronômio 6:4-5 deixa claro que só Deus deve ser adorado: "Ouve, ó Israel; o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças" Este único Deus consiste nas três Pessoas de Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito (Mateus 28:19). Isso significa que devemos adorar o Espírito Santo?

O Espírito Santo é a terceira Pessoa da Trindade que tem perfeito conhecimento (1 Coríntios 2:11), intenção (Romanos 8:27), amor (Romanos 15:30), vontade (1 Coríntios 12:11). Ele pode ser insultado (Hebreus 10:29), mentido para (Atos 5:3), resistido (Atos 7:51), e entristecido (Efésios 4:30). Ele é plenamente igual a Deus, o Pai e Deus, o Filho. Portanto, Ele pode e deve ser adorado como Deus.

Um bom exemplo da adoração do Espírito Santo pode ser encontrado na abertura ou conclusão de certos livros do Novo Testamento. Por exemplo, Colossenses 1:6-8 abre, "... desde o dia em que ouvistes e conhecestes a graça de Deus em verdade, segundo aprendestes de Epafras, nosso amado conservo, que por nós é fiel ministro de Cristo. O qual também nos declarou o vosso amor no Espírito". Segundo Coríntios 13:14: "A graça do Senhor Jesus Cristo, e o amor de Deus, e a comunhão do Espírito Santo sejam com todos vós". Em ambos os casos, as três Pessoas do Deus Trino são reconhecidas com agradecimento ou adoração.

Na verdade, a adoração de Deus não pode ocorrer separadamente do Espírito de Deus. O Espírito de Deus vive dentro dos crentes (Romanos 8:16) e nos faz responder em adoração. Devemos adorar em espírito e em verdade (João 4:24) quando louvamos a Deus.

Podemos adorar a Deus através de nossas ações e com nossas palavras. Romanos 12:1 ensina: "Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional".

Se o Espírito Santo é Deus, então toda a nossa adoração a Deus é também adoração ao Espírito Santo.

A doxologia tradicional cantada em muitas igrejas compartilha a perspectiva bíblica de incluir o Espírito Santo na adoração:
Louvado seja Deus, de quem fluem todas as bênçãos,
Louvai-o, todas as criaturas aqui embaixo;
Louvai-o acima das hostes celestiais;
Louvado seja Pai, Filho e Espírito Santo.