Guardando Seus Motivos
"Porque, se entrar na vossa reunião algum homem com anel de ouro no dedo e com traje esplêndido, e entrar também algum pobre com traje sórdido. e atentardes para o que vem com traje esplêndido e lhe disserdes: Senta-te aqui num lugar de honra; e disserdes ao pobre: Fica em pé, ou senta-te abaixo do escabelo dos meus pés, não fazeis, porventura, distinção entre vós mesmos e não vos tornais juízes movidos de maus pensamentos?” (Tiago 2:2-4)
O favoritismo é motivado por um desejo maligno de ganhar alguma vantagem para si mesmo.
Conta-se a história de um pastor que nunca ministrou a um indivíduo ou família em sua igreja sem primeiro verificar um registro atual de suas contribuições financeiras. Quanto mais generosos eles eram com o dinheiro, mais generoso ele era com seu tempo. Essa é uma exibição chocante e flagrante de favoritismo, mas na verdade é o mesmo tipo de situação com que Tiago lidou em nosso texto de hoje.

Imagine-se em um culto ou estudo bíblico quando, de repente, dois visitantes entram na igreja. O primeiro visitante é um homem rico, como evidenciado por suas joias caras e roupas de grife. O segundo visitante vive em extrema pobreza. A rua é sua casa, como evidenciado por sua roupa imunda, fedorenta e surrada.

Como você responderia a cada visitante? Você daria ao homem rico o melhor lugar e deixaria ele é o mais confortável possível? Isso é uma coisa graciosa se seus motivos são puros. Mas se você está tentando ganhar seu favor ou lucrar com sua riqueza, um pecado vicioso tomou conta de você.

Seus verdadeiros motivos serão revelados na maneira como você trata o pobre homem. Você lhe mostra igual honra ou simplesmente o convida a sentar no chão? Qualquer coisa menor que a honra igual revela uma intenção maligna.

O favoritismo pode ser sutil. É por isso que você deve estar em oração e na Palavra, constantemente permitindo que o Espírito penetre e purifique seus motivos mais profundos e secretos.

Louve a Deus por Sua pureza.

Peça a Ele para sempre controlar seus motivos e ações.

Alguns cristãos confundem honra com parcialidade. Dar honra àqueles em autoridade é bíblico; mostrar parcialidade é pecaminoso.

Leia 1 Pedro 2:17 e Romanos 13: 1, observando as exortações para honrar aqueles que têm autoridade sobre você.