O Verdadeiro Tesouro
Texto: Mateus 6:19-24

Introdução: Muitas vezes com a melhor intenção desejamos uma situação melhor ou ansiamos por riquezas, que no final, podem desviar nossos corações.

Um desvio que nos faz dar mais valor a coisas que não são eternas e, como resultado, perdemos o objetivo que realmente vale a pena.

I. Jesus adverte seus discípulos a não se renderem às riquezas materiais, mas às riquezas espirituais. (6:19-21)

A. As riquezas terrenas são perecíveis (6:19)
B. As riquezas espirituais são eternas (6:20)
C. Onde o interesse é colocado, se entrega a vida (6:21).

II. Jesus afirma que, de acordo com a visão, assim será a personalidade (6:22-23).

A. Se alguém mantém os olhos no que é bom e puro (riquezas espirituais), haverá luz na pessoa (6:22)
B. Se você olhar para coisas materiais (sucessos, ganhos), há trevas (6:23)

III. Jesus adverte que não há posição intermediária em relação a Deus e às riquezas (6:24).

A. Porque ele odiará um e amará o outro.
B. Estimará um e desprezará o outro.

Conclusão

Jesus adverte para não dar prioridade à riqueza material, que no final se corrompe, mas para agradar a Deus, colocando sua visão no celestial.

Vamos entregar a nossa vida tentando obter o verdadeiro tesouro que Deus nos dá, que dura para sempre.