O Que são Portas do Inferno?
Em Mateus 16:18 Jesus ensina: "Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela".

O que são essas portas do inferno que Jesus falou?

A ideia de portas no mundo antigo indicava uma fonte de poder. Uma pequena aldeia podia ter apenas uma entrada simples; uma cidade grande e fortificada incluía um vasto portão que podia resistir a um forte exército.

Quando Jesus fez referência as portas do inferno, a ideia mais provável era uma indicação de que todo o poder do inferno e da morte não poderia vencer o poder da rocha (Jesus Cristo) para edifica sua igreja (chamada assembleia dos santos).

Esta compreensão é consistente com outros lugares nas Escrituras também. Em particular, Romanos 8:38-39 ensina: "Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor". É claro que nenhum poder pode separar o povo de Deus da mão de Deus.

Além disso, o Poder Todo-Poderoso de Deus é consistente através da Escritura. É superior a qualquer poder humano: "Pois o Senhor dos exércitos o determinou, e quem o invalidará? A sua mão estendida está, e quem a fará voltar atrás?" (Isaías 14:27). Jó aprendeu: "Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido” (Jó 42:2).

1 João 4:4 também expressa o poder claro de Cristo sobre Satanás: "Filhinhos, vós sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo". Deus finalmente revelará Seu poder ao lançar Satanás e aqueles com ele no lago de fogo por toda a eternidade: "e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos" (Apocalipse 20:10).

Outros acham neste versículo uma indicação de Jesus falando sobre Seu próprio poder sobre a morte. Nessa visão, as portas do inferno se referem ao túmulo. Jesus estava, portanto, falando de Sua ressurreição. Atos 2:24 deixa certamente claro que Jesus venceu o poder da morte: "ao qual Deus ressuscitou, rompendo os grilhões da morte, pois não era possível que fosse retido por ela". Romanos 6:9 também ensina: "sabendo que, tendo Cristo ressurgido dentre os mortos, já não morre mais; a morte não mais tem domínio sobre ele".

Os crentes nunca precisam temer que Cristo não possa vencer a morte ou o poder de Satanás. Ele já derrotou o túmulo e as portas do inferno não podem prevalecer contra Sua força ou nunca parar Seus planos.