O Que a Bíblia Diz Sobre a Masturbação

A Bíblia fala sobre masturbação? Masturbação é pecado? Onde podemos encontrar Escrituras para saber se a masturbação é certa ou errado?

Enquanto os cristãos debatem o tópico da masturbação, não há passagem na Escritura que mencione diretamente o ato. Alguns crentes se referem a versículos bíblicos específicos que descrevem comportamentos sexuais saudáveis e não saudáveis para determinar se a masturbação é ou não um pecado.
O Que a Bíblia Diz Sobre a Masturbação

Masturbação e Luxúria na Bíblia

Um dos principais problemas sexuais discutidos em toda a Escritura é a luxúria. Jesus condenou a luxúria no coração como adultério no livro de Mateus.

"Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: qualquer que olhar para uma mulher para desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:28, NVI)

Enquanto anunciantes, programas de televisão, filmes e revistas promovem a luxúria, o Novo Testamento descreve isso como um pecado. Muitos cristãos veem a masturbação como uma forma de luxúria.

Masturbação e Sexo na Bíblia

O sexo não é ruim. Deus criou o sexo para ser algo belo, certo e puro. É para ser prazeroso. Os cristãos geralmente acreditam que o sexo deve ser desfrutado no casamento entre um homem e uma mulher. Muitos acreditam que o sexo entre um casal é o único ato sexual aceitável, e a masturbação tira sua santidade.

“Por esta razão, um homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua esposa, e eles se tornarão uma só carne” (Gênesis 2:24)

“Seja bendita a sua fonte! Alegre-se com a esposa da sua juventude. Gazela amorosa, corça graciosa; que os seios de sua esposa sempre o fartem de prazer, e sempre o embriaguem os carinhos dela” (Provérbios 5:18-19, NVI)

O marido deve cumprir seu dever conjugal com a esposa e, da mesma forma, a esposa com o marido. O corpo da esposa não pertence somente a ela, mas também ao marido. Da mesma forma, o corpo do marido não pertence somente a ele, mas também a sua esposa. Não se privem uns dos outros, exceto por consentimento mútuo e por um tempo, para que vocês possam dedicar-se à oração. Então, junte-se novamente para que Satanás não tente você por causa de sua falta de autocontrole. (1 Coríntios 7:3-5)

Masturbação e Egocentrismo

Outro argumento contra a masturbação é que ela é uma atividade egocêntrica e autoindulgente, em vez de uma atividade centrada em Deus e agradável a Deus. Por outro lado, alguns crentes afirmam que um orgasmo aproxima a pessoa de Deus.

Mais comumente, os cristãos acreditam que “dar prazer a si mesmo” através da masturbação é sobre gratificação própria e não sobre agradar a Deus. A maioria dos crentes vê sua fé como tendo um foco em Deus, e que todo ato deveria ser um modo de glorificar a Deus. Assim, se a masturbação não está ajudando a desenvolver um relacionamento com Deus, é um pecado.

“Dirige-me pelo caminho dos teus mandamentos, pois nele encontro satisfação. Inclina o meu coração para os teus estatutos, e não para a ganância. Desvia os meus olhos das coisas inúteis; faze-me viver nos caminhos que traçaste” (Salmo 119:35-37, NVI)

Onanismo

O nome de Onã é frequentemente usado como sinônimo de masturbação. Na Bíblia, Onã deveria dormir obedientemente com a esposa de seu falecido irmão para produzir descendentes para seu irmão. No entanto, Onã decidiu que ele não queria produzir um filho que não seria dele, então ele ejaculou no chão.

Um grande debate envolve o tema da masturbação na Bíblia, porque Onã, na verdade, não se masturbou. Ele fez sexo com a esposa do irmão. O ato que ele cometeu é chamado de "coito interrompido". Os cristãos que usam esta Escritura referem-se à auto contaminação de Onã como um argumento contra o ato de masturbação.

“Então Judá disse a Onã: "Case-se com a mulher do seu irmão, cumpra as suas obrigações de cunhado para com ela e dê uma descendência a seu irmão". Mas Onã sabia que a descendência não seria sua; assim, toda vez que possuía a mulher do seu irmão, derramava o sêmen no chão para evitar que seu irmão tivesse descendência. O Senhor reprovou o que ele fazia, e por isso o matou também” (Gênesis 38:8-10, NVI)

Seja Seu Próprio Senhor

Uma chave para a questão da masturbação é o mandato da Bíblia para que sejamos senhor de nosso próprio comportamento. Se não dominamos nosso comportamento, então o comportamento se torna nosso senhor, e isso é pecado. Até mesmo uma coisa boa pode se tornar pecaminosa sem o coração correto. Mesmo se você não acredita que a masturbação é um pecado, se está controlando você, então é um pecado.

“Tudo me é permitido", mas nem tudo convém. "Tudo me é permitido", mas eu não deixarei que nada domine" (1 Coríntios 6:12, NVI)

Mesmo que essas passagens sejam usadas no argumento contra a masturbação, elas não necessariamente tornam a masturbação um pecado claro. É importante olhar para as razões da masturbação para ver se o desejo por trás do ato é um pecado.

Alguns cristãos argumentam que, como a masturbação não magoa os outros, ela não é pecado. No entanto, outros dizem para olhar mais fundo para ver se a masturbação está edificando seu relacionamento com Deus ou lhe afastando dele.
O Que a Bíblia Diz Sobre a Masturbação O Que a Bíblia Diz Sobre a Masturbação Reviewed by Aldenir Araújo on 1/07/2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Tecnologia do Blogger.