“Cornélio, o centurião romano de Atos, capítulo dez, foi salvo antes e sem batismo?”

Alguns assim reivindicam. Eles raciocinam dessa maneira: Cornélio recebeu o Espírito Santo antes de ser batizado (Atos 10:44-48). Mas apenas um filho de Deus recebe o Espírito Santo. Assim, Cornélio era filho de Deus antes de seu batismo.

O argumento é inválido por vários motivos.

Cornélio Foi Salvo Sem Batismo?

Porque Cornélio recebeu um derramamento do Espírito Santo?

Primeiro, a recepção de Cornélio ao Espírito Santo representou uma situação muito singular. Ele foi o primeiro gentio a receber o evangelho. Este foi um passo revolucionário no desdobramento do esquema de redenção de Deus.

O fato é que a obra sobrenatural do Espírito neste caso nada teve a ver com a salvação pessoal de Cornélio. O derramamento do Espírito foi para persuadir os judeus de que os gentios tinham um direito igual ao reino dos céus.

Observe estas passagens:
“Os crentes que eram de circuncisão, todos quantos tinham vindo com Pedro, maravilharam-se de que também sobre os gentios se derramasse o dom do Espírito Santo” (Atos 10:45).
“Portanto, se Deus lhes deu o mesmo dom que dera também a nós, ao crermos no Senhor Jesus Cristo, quem era eu, para que pudesse resistir a Deus?” (Atos 11:17).
“E Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito Santo, assim como a nós” (Atos 15:8).

Nenhuma Distinção na Salvação

O apóstolo Pedro, em sua defesa da aceitação dos gentios na igreja, deixou bem claro que Deus “não fazia distinção entre eles [gentios] e nós [judeus]” em matéria de salvação (Atos 15:9).

Se alguém pode aprender, portanto, o que os judeus foram obrigados a fazer para garantir a remissão de seus pecados, ele será obrigado a concluir que o mesmo processo se aplicava a Cornélio e sua família.

Lucas registra a primeira resposta judaica ao evangelho desde o dia de Pentecostes. Crentes que acreditavam na mensagem a respeito de Cristo foram instruídos: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado... para remissão de vossos pecados” (Atos 2:38).

O batismo foi crucial para sua obediência. Deve-se concluir que Cornélio estava sob uma obrigação igual. Não admira que Pedro “ordenou” que o soldado gentio fosse imerso (10:48).

A Ordem dos Eventos

De acordo com o ensaio de Pedro sobre esses eventos - que é mais cronológico do que o relato original de Lucas (Atos 11:4) - o Espírito caiu sobre Cornélio assim que o apóstolo “começou a falar” (Atos 11:15) e, portanto, antes que esse gentio ouvisse a mensagem - antes que ele tivesse fé (Romanos 10:17).

Se a recepção de Cornélio ao Espírito Santo é uma indicação de sua salvação, então Cornélio foi salvo sem fé. De fato, se fosse esse o caso, o Espírito Santo simplesmente poderia ter salvado Cornélio e sua casa sem Pedro ou os outros judeus.

Conclusão

Cornélio foi o primeiro gentio convertido a Cristo. Para convencer os judeus de que os gentios deveriam ter permissão para entrar no Reino de Cristo, o Espírito Santo demonstrou sua aprovação de Cornélio como candidato. Tendo recebido essa demonstração de aprovação divina, Pedro começou a pregar a Cornélio e ordenou que ele fosse batizado.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem