A Fé Dos Patriarcas

Texto: Hebreus 11:11-12, 20-22

Introdução: Hoje, continuamos nosso estudo da fé baseado em Hebreus 11. Até agora, notamos a fé de Abel, Enoque, Noé e Abraão. Hoje vamos observar os mais próximos de Abraão - sua esposa, filho, neto e José.

 A Fé Dos Patriarcas

I. Sara - Conclusão da fé. V. 11-12

A. A vida de Sara. Sara era a esposa de Abraão. Ela estava com ele quando ele foi chamado para fora da Mesopotâmia. (Gênesis 29:29-30). Sara era estéril. Então, quando a promessa foi feita a Abraão a respeito de sua semente, eles procuraram outras alternativas para ajudar Deus a cumprir Seu plano. (Gênesis 16). Mas Ele tinha um plano diferente em mente (Gênesis 17:15-16). Aos 99 anos o Senhor diz a Abraão que ele está prestes a ter um filho com Sara, que tinha 89 anos. Abraão ri e está disposto a permitir que a promessa de Deus seja cumprida através de Ismael (17:17-18). Pouco tempo depois, o Senhor fala novamente com Abraão e diz que é tempo de Sara conceber. Sara ri (18:10-12) ao pensar em se tornar mãe. É uma risada zombeteira e duvidosa. Porque o Senhor a repreende (18:13-15). Cerca de um ano depois, Isaque nasceu de Sara. (21:1-7) Note o verso 6, onde Sara agora ri novamente, dessa vez glorificando a Deus. Ela diz: “Deus preparou riso para mim; todo aquele que o ouvir, se rirá comigo. 7 E acrescentou: Quem diria a Abraão que Sara havia de amamentar filhos? no entanto lhe dei um filho na sua velhice". V. 6-7. Isaque é chamado o que significa "riso". Ele se torna o filho prometido.

B. A fé de Sara. Embora pareça que a fé dela era fraca, talvez seja melhor dizer que ela vacilou. No entanto, quando era necessário, ela tinha fé. Fé suficiente para acreditar em Deus e suficiente para ser elogiada por isso. Observe nossos versos (11:11-12)

C. Sara influenciada por Abraão. Uma lição que vejo em sua fé é o impacto da fé de Abraão em sua vida. Sua piedade ajudou-a a ter piedade. Nunca subestime o poder da influência. 1 Pedro 3:1-2 – Diz às esposas que bom procedimento elas podem ganhar seus maridos.

D. Depois de ser repreendida pelo Senhor, ela crê nele. Às vezes, o que é necessário para produzir a fé de que precisamos é uma boa "sacudida" ou repreensão. No próximo capítulo de Hebreus, o escritor falará da correção do Senhor. Note os versos 5-6, e verso 11.

E. A promessa de Deus cumprida. Outra lição a ser tirada da fé de Sara é um exemplo de que Deus cumpre Suas promessas. Em última análise, encontramos a conclusão da fé.
Se Deus pode cumprir essa promessa, podemos ter confiança de que Ele fará tudo o que Ele prometeu.

II. Isaque – A Fé Vencendo a Vontade da Carne. V. 20

A. Não há muito registro sobre Isaque. E o que é dito sobre ele é geralmente associado ao seu envolvimento com os outros. Gênesis 22 - Abraão oferece a ele como sacrifício; Gênesis 24 - uma esposa é encontrada para ele - Rebeca - quando Abraão envia seu servo a Harã para encontrar um de seus parentes. A seguir lemos que Jacó e Esaú nasceram e a partir daí a história se volta para suas disputas. (Gênesis 25:19-28). Quando Isaque implora ao Senhor e Rebeca concebe, é dito a ela: “Duas nações há no teu ventre... o mais velho servirá ao mais moço”.
1. Note, Gênesis 25:28: “Isaque amava a Esaú, porque comia da sua caça; mas Rebeca amava a Jacó”. Gênesis 25 registra como Jacó tomou o direito de primogenitura de Esaú.
2. O capítulo 27 nos conta como, por engano, ele rouba a bênção de Esaú também dele. Jacó está pronto para abençoar seu filho mais velho e o envia para caçar animais selvagens. Nesse meio tempo, Rebeca ajuda Jacó a receber a bênção antes que Esaú retorne da caça. Quando Esaú retorna, verso 33 nos diz que Isaque estremeceu (raiva, medo,?), Mas ele permanece com sua bênção. De fato, como Esaú implora por uma bênção também, é prometida prosperidade na terra, mas é isso. Ele iria servir seu irmão.
3. Note também 28:1-2 mostra que Isaque aceitou o que havia feito como a vontade de Deus e passou a proteger Jacó e a promessa.

B. Este é o verso que registramos em nosso texto a respeito dele. V. 20. Jacó pretendia abençoar Esaú, mas quando ele descobre que foi enganado, ele aceita o resultado, tendo abençoado Jacó. Entenda que esse foi o desfecho pretendido por DEUS. Enquanto era contra o que Isaque queria fazer, ele aceitou a vontade de Deus como aconteceu.

C. A verdadeira fé em nossas vidas nos moverá para superar a vontade da carne. Isso nos levará a ACEITAR a vontade de Deus, mesmo que não seja o que queremos ou pensamos que é certo.
1. Muitos hoje em dia querem servir a Deus em seus termos. Eles atendem aos seus desejos carnais e só seguem a vontade do Senhor, desde que eles concordem ou seja o que eles querem fazer. Nós não podemos fazer isso e agradar a Deus
2. Romanos 13:14 – “revesti-vos do Senhor Jesus Cristo; e não tenhais cuidado da carne.…”
3. Romanos 8:8 - aqueles que estão da carne não podem agradar a Deus
4. Gálatas 5:16-17 - devemos “andar no Espírito…”
5. Note também, 1 João 5:4 - “porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé”.

D. Nós temos a fé como teve Jacó para aceitar a vontade de Deus para nós em todas as coisas?

Conclusão: Assim, podemos ver mais exemplos de fé e, esperançosamente, uma imagem mais clara do impacto que a verdadeira fé deve ter em nossas vidas. Nossa fé é como deveria ser? Ela nos ajuda a aceitar as verdades da palavra de Deus, mesmo quando é contra a vontade da carne ou a vontade dos homens? Permaneceremos fiéis até a morte? Se não podemos responder afirmativamente a essas perguntas, precisamos trabalhar nossa fé. Pense nisso.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem