Já se passaram mais de 30 anos desde que me converti ao cristianismo e entreguei minha vida a Cristo, e posso lhe dizer que a vida cristã não é um caminho fácil. Ele não vem com um pacote de benefícios garantido para corrigir todos os seus problemas, pelo menos não deste lado do céu. Mas eu não trocaria isso agora por nenhum outro caminho. Os benefícios superam os desafios. A única razão real para se tornar um cristão ou, como dizem alguns, converter-se ao cristianismo, é porque você crê com todo seu coração que Deus existe, que sua Palavra - a Bíblia - é verdadeira, e que Jesus Cristo é quem ele diz ele é: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida". (João 14:6)

Tornar-se cristão não facilitará sua vida. Se você pensa assim, sugiro que dê uma olhada nesses equívocos comuns sobre a vida cristã. O mais provável é que você não experimente milagres todos os dias. No entanto, a Bíblia apresenta várias razões muito convincentes para se tornar um cristão. Aqui estão cinco experiências transformadoras que vale a pena considerar como razões para se converter ao cristianismo.

5 Grandes Razões Para se Converter ao Cristianismo

Experimenta o Maior Dos Amores

Não há maior demonstração de devoção, nem maior sacrifício de amor do que dar a vida por outro. João 15:13 diz: "Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos". A fé cristã é construída sobre esse tipo de amor. Jesus deu sua vida por nós: "Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós". (Romanos 5:8).

Em Romanos 8:35-39 vemos que, uma vez que experimentamos o amor incondicional e radical de Cristo, nada pode nos separar dele. E assim como recebemos livremente o amor de Cristo, como seus seguidores, aprendemos a amar como ele e espalhar esse amor para os outros.

Experimenta a Verdadeira Liberdade

Semelhante a conhecer o amor de Deus, absolutamente nada se compara à liberdade que um filho de Deus experimenta quando liberto do peso, culpa e vergonha causados ​​pelo pecado. Romanos 8:2 diz: "Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte". No momento da salvação, nossos pecados são perdoados ou "lavados". Quando lemos a Palavra de Deus e permitimos que o Espírito Santo trabalhe em nossos corações, estamos cada vez mais livres do poder do pecado.

E não apenas experimentamos a liberdade através do perdão do pecado, e a liberdade do poder do pecado sobre nós, também começamos a aprender como perdoar os outros. Quando deixamos de lado a ira, a amargura e o ressentimento, as correntes que nos mantêm cativas são quebradas através de nossos próprios atos de perdão. Simplificando, João 8:36 expressa desta maneira: "Então, se o Filho libertar você, você será realmente livre".

Experimenta a Alegria e a Paz Duradoura

A liberdade que experimentamos em Cristo dá origem a uma alegria duradoura e a uma paz permanente. 1 Pedro 1:8-9 diz: "8 a quem, sem o terdes visto, amais; no qual, sem agora o verdes, mas crendo, exultais com gozo inefável e cheio de glória, 9 alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas".

Quando experimentamos o amor e o perdão de Deus, Cristo se torna o centro da nossa alegria. Não parece possível, mas mesmo em meio a grandes provações, a alegria do Senhor borbulha dentro de nós e sua paz se instala sobre nós: "e a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus". (Filipenses 4:7)

Experimenta Relacionamento

Deus enviou Jesus, seu único Filho para que pudéssemos ter um relacionamento com ele. 1 João 4:9 diz: "Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: em que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por meio dele vivamos". Deus quer se conectar conosco em amizade íntima. Ele está sempre presente em nossas vidas, para nos confortar, para nos fortalecer, para ouvir e ensinar. Ele nos fala através da sua Palavra, ele nos guia pelo seu Espírito. Jesus quer ser nosso melhor amigo.

Experimenta Seu Verdadeiro Potencial e Propósito

Nós fomos criados por Deus e para Deus. Efésios 2:10 diz: "Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus antes preparou para que andássemos nelas". Nós fomos criados para a adoração. Louie Giglio, em seu livro O Ar Que Eu Respiro, escreve: "Adoração é a atividade da alma humana". O grito mais profundo de nossos corações é conhecer e adorar a Deus.

À medida que desenvolvemos nosso relacionamento com Deus, ele nos transforma através do seu Espírito Santo na pessoa que fomos criados para ser. E à medida que somos mudados através de sua Palavra, começamos a exercitar e desenvolver os dons que Deus colocou dentro de nós. Descobrimos nosso pleno potencial e verdadeira realização espiritual à medida que caminhamos nos propósitos e planos que Deus não apenas projetou para nós, como nos projetou. Nenhuma realização terrena se compara a essa experiência.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem