Fé: Atravessando o Mar Vermelho

Texto: Hebreus 11:29

Introdução: Ao retomarmos nosso estudo dos exemplos de fé em Hebreus 11, chegamos agora àqueles exemplos associados a Israel deixando o Egito e uns 40 anos depois herdando a Terra Prometida de uma vez por todas. Até agora temos notado a grande fé de vários homens e mulheres que confiaram e obedeceram ao seu Senhor completamente. Não apenas uma fé que acreditou em Deus, mas uma fé inabalável em Deus. Temos visto a fé na adoração, nas suas caminhadas diárias, nas escolhas que fizeram e até mesmo enfrentando a morte. Que possamos compreender plenamente a profundidade da fé quando nos voltamos para esses exemplos dados por Deus. Em nosso estudo de hoje, queremos examinar um evento crucial - Israel atravessando o Mar Vermelho. É um ato cheio de lições sobre fé.

Fé: Atravessando o Mar Vermelho

I. Atravessando o Mar Vermelho - Fé Confiando em Deus

A. A travessia do Mar Vermelho foi um evento crucial na História de Israel. Registrado em Êxodo 14 é descrito como "o livramento do Senhor" (v. 13). Alguns o comparam com a passagem cristã do cativeiro do pecado para uma peregrinação neste mundo que eventualmente levará à nossa cidade celestial que Deus preparou para nós. Há muitas lições relativas à fé que podem ser encontradas apenas neste evento.

B. O relato - Após a décima praga, a morte do primogênito, Israel escapou completamente dos laços do Egito. No entanto, não muito depois do êxodo, o Faraó muda de ideia ao perceber que perdeu sua força de trabalho e envia seu exército para trazer os israelitas de volta (14:5-9). Quando Israel se aproxima do Mar Vermelho, os egípcios começam a alcançá-los. Em sua forma clássica, Israel começa a reclamar com Moisés acusando-o de levá-los ao deserto para morrer porque não havia sepulturas no Egito (14:10-12) e eles estão prontos para voltar ao Egito.
1. Moisés, por fé, assegura-lhes que o Senhor lutará por eles. Moisés é então instruído a levantar sua vara e estender a mão sobre o mar. Quando ele faz, as águas começam a se separar. Também nos é dito que o Anjo do Senhor foi para trás do acampamento de Israel e impediu os egípcios de avançar - estava escuro no lado egípcio e havia luz no lado israelita. (19-20)
2. A noite toda as águas se separam e o solo fica seco. De manhã, Israel atravessa o Mar Vermelho em terra seca.
3. Quando todos estão em segurança, os egípcios são finalmente libertados e procedem através das águas do mar, perseguindo Israel. O Senhor vê isso e faz com que as rodas de seus carros caiam. Alguns percebem que Deus está contra eles e começa a fugir, mas o Senhor ordena a Moisés que estenda a mão pela manhã, o que fez com que o mar voltasse ao normal. Os egípcios, todos eles se afogaram. Então lemos: 30 Assim o Senhor, naquele dia, salvou Israel da mão dos egípcios; e Israel viu os egípcios mortos na praia do mar. 31 E viu Israel a grande obra que o Senhor operara contra os egípcios; pelo que o povo temeu ao Senhor, e creu no Senhor e em Moisés, seu servo” (30-31). DEIXE-NOS AGORA discutir a fé de cruzar o Mar Vermelho.

C. É necessário fé para ficar quietos conforme instruído por Moisés. V. 13.
1. Israel vê seus inimigos se aproximando e entram em pânico. Como observado, eles estão prontos para retornar. Moisés diz a eles, “Não temais; estai quietos” ou “ESPERAR!” É um chamado para eles confiarem em Moisés e Deus. Israel tinha todos os motivos para fazê-lo - considerando os sinais que haviam testemunhado e o poder de Deus que tinham visto. Mas ainda assim eles precisavam confiar em Moisés, em vez de agir apressadamente. Eles confiam.
2. Porque ficar quietos? Porque Deus não havia falado ainda. Considerando tudo o que Deus fez para trazê-los a esse ponto, eles deveriam saber que Ele NÃO iria abandoná-los. Mas o que eles fazem agora? ESPERAR para mais instruções.
3. Precisamos respeitar o silêncio de Deus. Entenda que é um ato de fé. Muitos hoje fazem as coisas do jeito que querem, porque não estão dispostos a esperar pelo caminho de Deus para o trabalho. Eles são como o rei Saul em 1 Samuel 13, que enfrentou a ameaça dos filisteus, em vez de esperar que o profeta Samuel viesse e oferecesse o sacrifício legal, tomou a lei em suas próprias mãos e a ofereceu por si mesmo. Assim que termina, Samuel aparece e condena suas ações presunçosas.
a. Nós realmente confiamos na palavra de Deus? Se assim for, precisamos respeitar não apenas o que diz, mas também o que NÃO diz.
b. As organizações humanas e as superestruturas denominacionais (organizações maiores que a igreja local) são uma rejeição do silêncio de Deus, porque o homem raciocina que ele pode realizar a vontade de Deus segundo sua própria maneira.
4. Isso deixa uma pergunta - quanto tempo esperamos? Simplesmente respondida - ATÉ AS RESPOSTAS DE DEUS! Uma vez que Sua palavra é completa, devemos respeitar seus limites em tudo o que fazemos. 1 Coríntios 4:6 - “para que em nós aprendais a não ir além do que está escrito”. Nesse meio tempo, confie nele!

D. É necessário fé para atravessar o Mar Vermelho - afinal, seus muros estavam sendo erguidos pelo poder de Deus.
1. Imagine por um momento essa visão. Andando em um caminho com uma parede de água em ambos os lados, provavelmente olhando vários metros (talvez a altura de um pequeno arranha-céu, dependendo de onde eles atravessaram) para ver o topo de cada lado. A distância é no mínimo, várias centenas de jardas e possivelmente milhas de comprimento. Quando estão atravessando, eles olham para frente e veem o outro lado à distância com um caminho claro e reto - e é tudo possível porque eles estão testemunhando um milagre pelo seu Deus e Salvador.
2. Eles tinham que confiar em Deus. Eles tinham que crer em Deus. Mas não foi uma fé cega - Deus provou a Si mesmo a eles repetidas vezes como já mostramos.
3. Aqui encontramos fé em Deus ao cumprir Sua vontade em nossas vidas. Como cristãos, há muitas coisas que devemos fazer quando o servimos. A nossa vida é uma vida de serviço total. Mas nossa esperança depende de Deus fazer aquilo que não somos capazes de fazer.
a. Nossa salvação depende dele. Nós não podemos nunca comprar a nossa salvação - Efésios 2:8-9. Nós temos que confiar nEle para remover nossos pecados quando nos submetemos à Sua vontade. Nós devemos fazer a nossa parte - mas, em última análise, é a ação de Deus que nos salva.
b. Romanos 8:28 - “E sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”
c. Quando oramos a Deus - DEVE ser com fé - Tiago 1:5-7. Como Deus pode aumentar nossa sabedoria? Podemos não entendê-lo completamente, mas devemos confiar nEle enquanto fazemos a nossa parte.
d. Como entrará um homem rico no céu? Mateus 19 diz que é mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha (19:23-24). Enquanto que “com os homens é impossível, mas com Deus todas as coisas são possíveis” (v. 26).

E. Foi um construtor de fé.
1. O último verso de Êxodo 14 diz: “E viu Israel a grande obra que o Senhor operara contra os egípcios; pelo que o povo temeu ao Senhor, e creu no Senhor e em Moisés, seu servo” (v. 31)
2. O maravilhoso da fé é que ela se baseia em si mesma. Quanto mais você depositar sua confiança em Deus, mais forte será essa confiança. Vimos isso na vida de Abraão, onde ele chegou a um ponto em que estava disposto a sacrificar seu filho sob o comando de Deus.
3. 2 Pedro 1:5 fala da fé como o fundamento sobre o qual nosso caráter é construído. A maneira como as várias "graças" são descritas é tal que, à medida que cada uma aumenta (1:5-7), aumenta naturalmente todas as características sobre as quais ela é construída. Ou seja - Enquanto você incorpora a virtude em sua fé - à medida que a virtude cresce, sua fé se expande junto com ela. Conforme seu conhecimento aumenta, sua virtude e fé se expandem proporcionalmente.
4. Quanto mais confiamos em Deus e deixamos que Ele trabalhe em nossas vidas, mais forte será nossa fé Nele. Nós só precisamos nos afastar e perceber o que Ele fez por nós.
5. É por isso que no final da vida de Paulo ele poderia dizer: “porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que ele é poderoso...” (2 Timóteo 1:12) e mais tarde naquela mesma carta, falando de perseguições que ele disse, “quantas perseguições suportei! e de todas o Senhor me livrou” (3:11), então em seus pensamentos conclusivos ele diz: “E o Senhor me livrará de toda má obra, e me levará salvo para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém!” (4:18)

F. Foi uma fé que queimou as pontes para o passado deles.
1. Um pensamento interessante a considerar quando Israel atravessou o Mar Vermelho foi que era um evento que significava não voltar atrás. Houve um grande mar que separou suas vidas anteriores de onde eles estavam agora. Eu não estou dizendo que era impossível para eles voltarem - em várias ocasiões, por causa de sua ingratidão eles disseram que queriam retornar ao Egito para suas vidas anteriores de miséria e escravidão. Quão trágico até considerar tal coisa. Estou convencido de que, quando agiram dessa maneira, não estavam realmente considerando sua miséria passada. Mas uma coisa é certa - o mar que cruzaram dificultou a volta deles.
2. A verdadeira fé em nossas vidas nos ajudará a queimar as pontes do passado e seguir em direção à Terra Prometida. Porque muitos dos que obedecem ao evangelho somente permanecem fiéis por um curto período de tempo e depois se afastam, retornando aos seus velhos hábitos? É porque eles nunca deixam ir o passado. Eles se debruçam sobre “os bons velhos tempos” esquecendo sobre a miséria e o mal que passaram juntos com aqueles “bons tempos”.
a. Jesus falou sobre isso na parábola do Semeador - O solo pedregoso e o solo espinhoso - Lucas 8:13-14. Alguns não têm raiz e logo desaparecem. Outros são chocados pelas preocupações do mundo e se tornam não produtivos.
b. Em outra ocasião, Jesus disse: “Ninguém, tendo posto a mão no arado, e olhando para trás, é apto para o reino de Deus” Lucas 9:62
c. Paulo, em Filipenses 3:7-8, 13 esqueceu-se de suas realizações passadas, até mesmo contando-as como lixo e avançou em direção à meta do céu. Ele queimou as pontes e não teve vontade de reconstruí-las. Essa precisa ser nossa atitude.
d. Não se esqueça do aviso de Pedro em 2 Pedro 2:20-22 - aquele que retorna ao seu antigo caminho é como o cão que retorna ao seu próprio vômito e a porca lavada retorna ao seu imundo poço de lama.

G. Finalmente, atravessar o Mar Vermelho foi uma fé salvadora.
1. Como a fé da Páscoa, este foi um ato de obediência que os salvou. De uma vez por todas, libertou-os da escravidão do faraó e dos egípcios.
2. Nós já notamos Êxodo 14:13, 30-31 que diz que o Senhor os salvou.
3. Precisamos entender a parte que a fé tem em nossa salvação. Sem fé nós NÃO PODEMOS ser salvos.
a. Efésios 2:8-9, João 3:16, etc.
4. O batismo é um ato de fé.
a. É interessante que a travessia do Mar Vermelho seja referida como um batismo - Considere 1 Coríntios 10:1-2 - Eles foram imersos em Moisés, sendo SALVOS do Egito.
b. Batismo como um ato de salvação baseado em nossa fé. 1 Pedro 3:20-21 fala do batismo agora nos salvando. Mas também observa que “não é a remoção da imundícia da carne, mas a resposta de uma boa consciência para com Deus, através da ressurreição de Jesus Cristo”. Em outras palavras, o batismo é um ato de fé. Nós cremos em Deus e confiamos nEle para remover nossos pecados, quando obedecemos a ele.
c. Atos 22:16 diz que o batismo lava nossos pecados.
5. Assim, assim como Israel foi salvo pela fé ao atravessar o Mar Vermelho (em obediência), assim somos salvos pela fé através do batismo.

Conclusão: O que resta é a nossa peregrinação. Nos 40 anos seguintes, Israel vagou pelo deserto até chegar à Terra Prometida. Eles entraram naquela terra da mesma maneira que entraram no deserto, atravessando o rio Jordão. No próximo estudo, observaremos dois eventos associados à herança da Terra Prometida. E você? Você já passou da escravidão do pecado em sua peregrinação para a terra de Canaã? Você foi batizado para a remissão dos seus pecados? Se não, deixe-me pedir que você se torne um cristão hoje, enquanto você ainda tem oportunidade.

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem