Essa é uma pergunta que a maioria das pessoas realmente não quer pensar. E considerando quão horrível será, isso é compreensível. Mas não pensar em algo não fará isso desaparecer. A razão pela qual tantos escolhem não pensar no inferno é porque não querem enfrentar a perspectiva de ir para lá.

Como resultado disso, muitos tentaram mudar o conceito de inferno. É negado por muitos. Segundo uma pesquisa do Barna Group, 71% dos americanos acreditam no inferno, mas apenas 32% acreditam que é “um lugar de tormento e sofrimento onde a alma das pessoas vai após a morte”. Cerca de 39% acreditam que seja “um estado de separação eterna da presença de Deus", enquanto 13% acreditam que "o inferno é apenas um símbolo de um resultado ruim desconhecido após a morte". A mesma pesquisa também observou que apenas 0,5% acreditam que irão para o inferno quando esta vida acabar. (The Barna Group of California, www.barna.org). Então o inferno é um lugar real? E como é o verdadeiro inferno? Neste artigo, gostaríamos de começar a estudar esse assunto.

O Inferno é Real? O Que a Bíblia Ensina Sobre o Inferno?

Primeiro, deixe entendido que se a Bíblia é verdadeira (e é), então o inferno é um lugar muito real. Isso é visto pela forma como a palavra é usada em vários textos.

Jesus ensinou que existe um inferno. Mais do que ninguém, ele advertiu sobre os perigos do inferno. Uns nove vezes em Seus ensinamentos, Jesus fez referência direta ao inferno, começando em Mateus 5:22 onde Ele disse: “... e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do inferno”. Depois disso, Ele advertiu: 29 Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. 30 E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que vá todo o teu corpo para o inferno” (5:29-30).

Em Mateus 10:28 diz: “E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo”. Então, enquanto condenava os hipócritas fariseus e outros líderes dos judeus, Jesus disse: “Serpentes, raça de víboras! como escapareis da condenação do inferno?” (Mateus 23:33)

Quando Jesus falou do inferno, ele usou a palavra gehenna. A palavra tinha referência ao Vale de Hinom, que na época de Jesus era o lixão de Jerusalém. Era um lugar onde os cadáveres de alguns criminosos e carcaças de animais eram atirados. Diz-se que por causa da impureza e mau cheiro, um fogo era mantido continuamente queimando para consumir sua podridão.

Obviamente, era um lugar cheio de vermes e outras coisas detestáveis ​​(ver Marcos 9:43-47). Sua história incluía sacrifícios humanos ao deus idólatra Moloque, pelo rei Acaz de Judá (2 Crônicas 28:3). Mais tarde, o justo Josias profanou o vale para que ele não pudesse ser usado para tais propósitos novamente (2 Reis 23:10).

Ao usar este termo, Jesus encontrou o lugar mais repreensível com o qual eles puderam se relacionar, para lhes dar uma imagem do que os ímpios tinham que esperar se rejeitassem a Deus e a Seus mandamentos. É óbvio que Ele tinha mais em mente do que o simples conceito de morte.

As epístolas, embora não usem a palavra com a mesma frequência que Jesus, fazem referência ao castigo eterno em vários lugares. 2 Tessalonicenses 1:6-10 diz: 6 se de fato é justo diante de Deus que ele dê em paga tribulação aos que vos atribulam, 7 e a vós, que sois atribulados, alívio juntamente conosco, quando do céu se manifestar o Senhor Jesus com os anjos do seu poder em chama de fogo, 8 e tomar vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus; 9 os quais sofrerão, como castigo, a perdição eterna, banidos da face do senhor e da glória do seu poder,10 quando naquele dia ele vier para ser glorificado nos seus santos e para ser admirado em todos os que tiverem crido (porquanto o nosso testemunho foi crido entre vós)”.

Judas advertiu: 6 aos anjos que não guardaram o seu principado, mas deixaram a sua própria habitação, ele os tem reservado em prisões eternas na escuridão para o juízo do grande dia, 7 assim como Sodoma e Gomorra, e as cidades circunvizinhas, que, havendo-se prostituído como aqueles anjos, e ido após outra carne, foram postas como exemplo, sofrendo a pena do fogo eterno” (Judas 6-7 ).

Hebreus 10:26-28 diz: 26 Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, 27 mas uma expectação terrível de juízo, e um ardor de fogo que há de devorar os adversários. 28 Havendo alguém rejeitado a lei de Moisés, morre sem misericórdia, pela palavra de duas ou três testemunhas"

O livro do Apocalipse também menciona este lugar como um lugar preparado para o diabo e seus anjos. Apocalipse 20:10 diz: “e o Diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados pelos séculos dos séculos”. Embora este versículo se aplique exclusivamente a Satanás e seus anjos, considere também Apocalipse 20:15, que diz: “E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo”. Este é o MESMO lago de fogo reservado para o diabo.

Observe também Apocalipse 21:8 que diz: “Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte"

Em todas essas passagens, vemos que o inferno é realmente um lugar real. Mas vamos olhar mais de perto algumas dessas declarações para perceber o quão real é.

Considere, as advertências de Jesus, onde Ele disse que é melhor entrar na vida sem uma mão ou olho do que ser lançado no inferno (Mateus 5:29-30). Como essa passagem poderia ser lógica se não houvesse algum castigo horrível aguardando os ímpios depois desta vida? Eu pensaria que, se os ímpios simplesmente deixam de existir, não há incentivo real para eles desistirem de QUALQUER COISA nesta vida, especialmente uma mão ou um olho. TAMBÉM, como é maior o temor de temer a Deus que pode destruir corpo e alma no inferno, do que temer o homem que só pode tirar sua vida terrena se não houver lugar de tormentos eternos quando esta vida terminar? (Mateus 10:28)

Além disso, quando Paulo falou de Deus se vingando daqueles que não conhecem a Deus e perseguem Seus santos (2 Tessalonicenses 1:6-10), essa é uma declaração que não faz sentido se aqueles que perseguem os piedosos simplesmente deixarem de existir quando esta vida terminar.

Finalmente, considere mais um verso. 2 Pedro 2:20-21 diz: 20 Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se lhes o último estado pior que o primeiro. 21 Porque melhor lhes fora não terem conhecido o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado”. Se alguém não sofrerá o castigo eterno no inferno quando esta vida acabar, como é melhor para alguém que nunca tenha conhecido ao evangelho, do que se afastar depois de tê-lo recebido?

O fato é que, se não há inferno quando esta vida termina, então não há razão real para obedecer a Deus e seguir a Bíblia. Mas nós mostramos que o inferno é muito real e um lugar onde os ímpios passarão a eternidade. E você? Onde você vai terminar quando esta vida acabar?

Postar Comentário

Os comentários deste blog são todos moderados, ou seja, eles são lidos por nós antes de serem publicados.

Não serão aprovados comentários:

1. Não relacionados ao tema do artigo;
2. Com pedidos de parceria;
3. Com propagandas (spam);
4. Com link para divulgar seu blog;
5. Com palavrões ou ofensas a quem quer que seja.

ATENÇÃO: Comentários com links serão excluídos!

Postagem Anterior Próxima Postagem